"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Danças

"A Rapariga Mandjako" de Rui Catalão

Recolha de memórias pessoais desde a infância, a peça centra-se no crescimento dos protagonistas e de como fizeram a transição da juventude para a idade adulta.

14 Fev   |  21h30

Fórum Cultural José Manuel Figueiredo
Rua José Vicente, 2835-134 Baixa da Banheira, Moita
Preço
3.65€


Joãozinho da Costa cresceu em plena guerra civil e tinha 11 anos quando deixou Bissau, na sequência do golpe de Estado que derrubou o governo de Kumba Yalá. Veio com os irmãos para Portugal, onde se juntou ao pai, e nunca mais voltou. 16 anos depois, convidei-o para regressar a esses anos de transição entre dois mundos, entre duas idades e logo na primeira semana de trabalho ele anunciou-me que ia regressar à Guiné para visitar a mãe. É a primeira vez que irá revê-la, desde que veio para Portugal. O mais espantoso foi ter-me dito que durante estes anos todos nunca lhe ocorreu regressar.

“A Rapariga Mandjako” relata o despertar de Joãozinho para a consciência de si mesmo e das suas ações, a partir do momento em que o pai lhe faz uma proposta de noivado com uma rapariga da sua etnia. A sua recusa leva-o a aproximar-se de outra rapariga que conhece no Vale da Amoreira e que lhe é apresentada como “Jennifer Lopez”.

“A Rapariga Mandjako” é o terceiro solo que faço com intérpretes do Vale da Amoreira, depois de “Medo a caminho” com Luís Mucauro e “Adriano já não mora a aqui”, com Adriano Diouf. Recolha de memórias pessoais desde a infância, as três peças centram-se no crescimento dos protagonistas e de como fizeram a transição da juventude para a idade adulta.  Rui Catalão

Dramaturgia e encenação: Joãozinho da Costa e Rui Catalão | Luzes: João Chicó | Produção: [PI] Produções Independentes | Coprodução: Câmara Municipal da Moita / Centro de Experimentação Artística | Fiar – Festival Internacional de Artes de Rua | Projeto apoiado pela República Portuguesa – Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes.

Para maiores de 12 anos

Reserva de Bilhetes:
Fórum Cultural José Manuel Figueiredo
Rua José Vicente, Baixa da Banheira
Tel. 210888900

Horário da Bilheteira:
De 3ª a sábado – 14h30 às 19h30
Dias de espetáculo e cinema – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.
As reservas podem ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.

Compra de bilhetes online:
http://ticketline.sapo.pt
http://pt-pt.facebook.com/cmmoita
E nos postos de venda aderentes: http://ticketline.sapo.pt/pagina/postosdevenda

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
47,589,962
>