"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Roteiros

VASCO DA GAMA EM SINES

Tendo como pontos de paragem os monumentos ligados à vida de Vasco da Gama em Sines parta à descoberta da zona antiga da cidade.

O navegador Vasco da Gama (ca. 1469-1524), descobridor do Caminho Marítimo para a Índia, é uma das maiores figuras da história portuguesa e mundial. Foi em Sines que ele nasceu e foi o condado de Sines que, até ao fim da vida, quis como galardão pela proeza da Índia. É possível traçar um roteiro na cidade de Sines baseado nos monumentos do Gama. Esse roteiro começa no Castelo (onde passou a infância e poderá ter nascido), passa pela Igreja Matriz (onde foi ordenado), pára na Estátua de Vasco Gama (testemunho do amor de Sines pelo seu filho mais célebre) e termina na Ermida de Nossa Senhora das Salas (que mandou reconstruir, e por cuja santa tinha uma especial devoção).


Castelo de Sines
Admitindo que o seu pai, Estêvão, já era alcaide da vila em 1468/1469, o segundo andar da Torre de Menagem pode ser o local de Sines onde o navegador nasceu (o local apontado pela tradição é uma casa na actual Rua Vasco da Gama). Certo é que foi aqui que ele passou a infância e que o monumento está impregnado de memórias e marcas dos Gamas. Mas não era preciso tanto para fazer deste o mais importante monumento de Sines. Construído na primeira metade do século XV, no ponto mais nobre e estratégico da cidade, sobranceiro à baía, o Castelo - fortaleza defensiva - foi a condição colocada pelo rei D. Pedro I para a concessão do foral a Sines, em 1362. Hoje, que já não serve para defender a cidade dos piratas, continua a ser o mais espectacular miradouro para a baía.

Igreja Matriz de S. Salvador

A Igreja Matriz de São Salvador está praticamente encostada à muralha nascente do Castelo. É aqui (ou melhor, na construção primitiva do edifício) que, aos 11 ou 12 anos, com três dos seus irmãos, Vasco da Gama recebe a prima tonsura e se torna membro da Ordem de Santiago. No século XVIII, a igreja medieval, já demasiado pequena para a quantidade de crentes que queriam assistir à missa, teve de ser profundamente remodelada, ganhando o aspecto actual, típico do barroco joanino. No interior, ver com atenção o altar-mor com tabernáculo do Santíssimo Sacramento, os azulejos da capela-mor, as imagens de São João Baptista, de Nossa Senhora da Graça, de Santa Catarina e do Senhor Jesus das Almas e o painel no tecto, pintado por Emmerico Nunes.

 

Estátua de Vasco da Gama
Vinte metros a sul da Igreja Matriz, junto à torre oeste do Castelo, está situada a estátua de Vasco da Gama. Inaugurada em 1970, ainda por ocasião das comemorações do quinto centenário do nascimento do navegador, era uma reivindicação da população desde pelo menos 1898 (400.º aniversário da Descoberta do Caminho Marítimo para a Índia). Com os olhos no Atlântico, num lugar de insuperável beleza, pode dizer-se que a melhor vista de Sines é a do seu filho mais célebre.


Igreja de Nossa Senhora das Salas e tesouro

O roteiro de Vasco da Gama termina na zona poente da cidade, na Ermida de Nossa Senhora das Salas “moderna”, que substitui a igreja primitiva mandada construir, no início do século XIV, por Dona Betaça, dama de honor da rainha Isabel de Lencastre. Talvez em acção de graças pelo sucesso da viagem à Índia, Vasco da Gama decide mandar reedificar o edifício de raiz, no séc. XVI. Apesar da oposição da Ordem de Santiago, a obra avança, sendo colocado junto ao portal do novo templo, de evidentes traços manuelinos, duas lápides que marcam a posição do navegador: "Esta Casa de Nossa Senhora das Salas mandou fazer o muito magnífico senhor Dom Vasco da Gama”. No interior do templo, olhar atentamente o altar-mor em talha dourada com imagem da Nossa Senhora das Salas (século XVII), o painel de azulejos alusivo à vida de Maria e o retábulo do Senhor do Vencimento. Desde 2006, está disponível para visita o seu rico tesouro.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
50,871,118
>