"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Um manifesto de amor felino

No mês em que Grumpy Cat, a gata mais famosa do mundo, faleceu, a Guerra e Paz, Editores, publica um livro dedicado aos felinos que marcaram a história da humanidade.


O Livro dos Gatos
, assinado por Cláudia Cabaço, apresenta-nos os gatos mais célebres e conta-nos, por exemplo, a história da gatinha «mal-disposta», mas também a de alguns dos seus companheiros que deram as suas sete vidas para fazer do mundo um lugar melhor.

O livro é o quinto da coleção Livros CMTV, e chega às livrarias e bancas de todo o país no próximo dia 29 de maio.

Independente, eternamente indomável, imprevisível. Pode não parecer uma descrição de um animal doméstico, mas o facto é que é. O gato é um animal muito especial, que, após séculos de adaptação ao humano, mantém bem vivo seu instinto felino. Mas não é por isso que não é, a par do cão, um dos maiores amigos do Homem. Sim, porque os caçadores irreverentes, que destroem cortinas e sofás, também são os mestres do «ronronar» ao colo e das brincadeiras mais divertidas.

Seguindo esse repto de amizade e companheirismo, Cláudia Cabaço decidiu arregaçar as mangas e pesquisar as histórias mais incríveis de gatos que mudaram o mundo. As conclusões do trabalho da autora resultam n’O Livro dos Gatos, um autêntico manifesto do amor felino. Um amor capaz de salvar vidas, vencer furacões, sobreviver a guerras e pressentir algo de mau. Conheça os heróis por detrás destas histórias.

No livro, conheça os companheiros felídeos de grandes figuras da literatura mundial, tais como os escritores norte-americanos Ernest Hemingway e Mark Twain.

Na política, destacam-se Socks, a gata da família Clinton, que desfilava pela Casa Branca no seu elegante smoking natural, e Humphrey, o gato mais carismático da esfera política britânica, que viveu dez anos na residência oficial do primeiro-ministro, tendo como «donos» Margaret Tatcher, John Major e Tony Blair.

A ficção também nos apresentou gatos icónicos que vivem imortalizados em filmes, séries, livros, merchandise e, sobretudo, na memória coletiva. Quem nunca ouviu falar do Garfield? Sabia que o nome do anafado e procrastinador gato cor de laranja foi uma homenagem que o criador, Jim Davis, fez ao seu avô Garfield Davis? Conheça ainda a verdadeira história por detrás do fenómeno Hello Kitty!que nasceu no Japão na década de 70, pela mão da ilustradora Yuko Shimizu, com o nome Kitty White.

Mais recentemente, a Internet também se tornou num palco privilegiado para os gatos brilharem, albergando as imagens mais amorosas, hilariantes e impressionantes destes artistas felpudos. Destaque para a Grumpy Cat, que se tornou na gata mais famosa do mundo, justamente pelo seu suposto mau humor. A verdade é que o aspeto facial da gatinha natural do estado do Arizona, EUA, se devia ao nanismo felino, uma desordem genética que atrasou o seu desenvolvimento. A gata faleceu no último dia 14 de maio, com apenas sete anos, deixando internautas de todo o mundo com muitas saudades dos seus posts nas redes sociais.

O Livro dos Gatos é o segundo de Cláudia Cabaço editado pela Guerra e Paz, Editores, precedido por O Pequeno Livro dos Cães Mais Famosos, publicado na rentrée do ano passado.
Esta é a quinta obra da coleção Livros CMTV*, resultante da parceria entre a Cofina e a Guerra e Paz, Editores. O já se encontra disponível para pré-venda no site oficial da Guerra e Paz.

O Livro dos Gatos
Não Ficção / Lazer
152 páginas · 15x23 · 11,00€
Guerra e Paz, Editores/ Livros CMTV

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
50,841,108
>