"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Agora é que se vai passar dos carretos: isto é um dicionário!

Alguma vez se «passou dos carretos»? Sonha um dia «juntar os trapinhos» com a sua cara metade? É «fino como um rato» e não «dá ponto sem nó»? Então o Dicionário de Calão e Expressões Idiomáticas foi feito a pensar em si. É do catano!


O sétimo livro da coleção Livros CMTV, com a chancela da Guerra e Paz, Editores, resulta de um método de recolha muito peculiar feito pelo professor José João Almeida, docente da Universidade do Minho.

Ruas, avenidas, cafés, autocarros, estádios de futebol. Em toda a parte circula, como o vento, um linguajar simples, criativo, humorístico e muito popular expelido pelas bocas do povo. O calão está vivo. Aliás, está «são como um pêro»!

Foi a pensar nessa vivacidade, dessa componente mais bairrista do português, que o professor e investigador universitário José João Almeida, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Minho, desenvolveu um sistema que compilou mais de 3300 expressões e ditos do calão que circulam diariamente pela Internet. O Dicionário de Calão e Expressões Idiomáticas é um meritório trabalho de investigação, divulgação e, quem sabe, estudo sociológico do linguarejo popular, seja ele mais ou menos «javardo».

Esta obra apresenta-lhe a definição, sinónimos e curiosidades quanto à origem de muitas expressões, sem quaisquer restrições ou censura. Descubra, por exemplo, como surgiu a expressão «arriar a giga». Diga lá que nunca a usou num momento de aperto? E conhece algum «vidrinho de cheiro»?  Não, não estamos a falar de um ambientador para a casa, seu «anjinho», mas sim de um «fulano» que não é «pêra doce».

O autor da recolha e a editora desafiam os leitores a descobrirem quantos sinónimos de «pénis» e «vagina» existem no dicionário. Acredite, vai ser uma contagem longa como o «camandro». Durante a pesquisa talvez tenha sorte e encontre o «sítio onde a pombinha do Espírito Santo encontrou a Nossa Senhora». Quem sabe.

Mas nem só de obscenidades vive este dicionário, que conta com largas centenas de expressões inocentes, mas igualmente divertidas. Sem esquecer, claro, algumas expressões que já não se usam, mas esperam pelo nosso resgate. Partilhe-o com toda a família, sem esquecer a devida supervisão.

O Dicionário de Calão e Expressões Idiomáticas é um livro para conhecer ou relembrar o que de mais genuíno existe na língua portuguesa. Seja «chiça», «caramba» ou «carago»! Um livro divertido, mas cuidadosamente selecionado e editado, para partilhar com amigos e familiares de todos os cantos do país.

Esta é a sétima obra da colecção Livros CMTV*, resultante da parceria entre a Cofina e a Guerra e Paz, Editores. Pode adquiri-lo no site oficial da Guerra e Paz.

Sinopse
Eis uma obra do catano! Uma extensa compilação de palavras e expressões oriundas do calão. Com um linguajar divertido e mais de 3300 entradas, apresentando definição, sinónimos e curiosidades quanto à origem de muitas expressões. Por exemplo, sabe como surgiu a expressão «arriar a giga»? Quantos sinónimos terá a palavra «pénis»? E qual a localização do «sítio onde a pombinha do Espírito Santo encontrou a Nossa Senhora»? Para conhecer isso e muito mais, é só abrir este livro. Mas também expressões e termos divertidos, por vezes inocentes, algumas vezes a roçar o obsceno, mas que nos fazem sempre sorrir. Há ainda expressões que já não se usam, mas esperam pelo nosso resgate. Uma coisa é certa: não fizemos censura! Afinal, o vocabulário em torno do calão faz parte do grande património da língua portuguesa. Aliás, o calão dá vida à língua e muito a enriquece.

Biografia do Autor

José João Almeida é professor auxiliar na Escola de Engenharia da Universidade do Minho e investigador doutorado do Grupo de Especificação e Processamento de Linguagens do Centro Algoritmi, na mesma universidade. Com vasta experiência na gestão de dicionários, o Dicionário de Calão e Expressões Idiomáticas surgiu como um exercício de combinação da linguística com a linguagem de programação DPL (dictionary programming language), do projecto Natura.

Os Livros CMTV
Esta coleção, uma parceria do Grupo Cofina e da Guerra e Paz editores, envolvendo meios líderes de audiência como o jornal Correio da Manhã e a CMTV, tem como objetivo alargar a leitura e o acesso a livros ao público mais vasto possível, levando o livro não apenas às grandes cidades e aos circuitos livreiros, mas igualmente ao interior do país, às pequenas cidades e vilas, estabelecendo um circuito de proximidade com os leitores.

Manuel S. Fonseca, editor da Guerra e Paz, considera esta iniciativa da maior importância: «a associação ao livro do grupo Cofina, que é unanimemente reconhecido pela sua excecional dinâmica de divulgação, pode ajudar, e muito, as livrarias portuguesas, atraindo novos frequentadores e leitores. Essa força de comunicação só pode trazer benefícios.»

Na perspetiva de Isabel Rodrigues, Diretora Geral de Marketing da Cofina, esta «ligação à Guerra e Paz traz à Cofina novos conteúdos, embrulhados com o olhar experiente, profissional e de excelência desta editora livreira. Alargamos a nossa rede de distribuição que passa a incluir também as livrarias portuguesas para além das bancas, conquistando assim novos públicos e novos leitores». Os Livros CMTV serão publicados com periodicidade mensal e distribuição da VASP.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
53,086,486
>