"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Cláudia Andrade, uma nova voz no panorama literário português

Até hoje, todas as suas obras, incluindo a vencedora do prémio Ferreira de Castro, foram publicadas sob o pseudónimo Victória F. Com Quartos de Final e Outras Histórias, Cláudia Andrade dá finalmente corpo aquela que é uma das vozes emergentes no panorama literário português.  


«Na limusina alugada, continuava absorta nos dedos, encostada ao ombro do marido que, denotando distração e falta de assesto, a apalpava por debaixo do vestido. Ajeitou-se no banco em seu auxílio, compreendendo que a esperava uma noite de núpcias sofrível. Mas não se importava porque o amava realmente.»

A história: Uma noiva desesperada por chamar a atenção do seu noivo no dia do casamento; um homem plantado num jardim; uma prostituta de estrada que encontra a inesperada salvação numa cadela abandonada; uma moribunda indiscreta que, no leito de morte, atormenta as suas comadres; um violador de viúvas e de anjos; um poeta que procura adequar uma vida demasiado saudável à biografia que se espera dele — são estas algumas das personagens e situações que povoam o universo de Quartos de Final e Outras Histórias: um livro surpreendente, novo e visceral, irónico e carregado de pulsões, onde o sexo, a velhice, a esperança e a violência expõem retratos de vidas frágeis, pontuadas por momentos épicos.

A Cláudia: Uma das vozes emergentes no panorama literário português, é autora de um romance, Caronte à Espera (APED, Brasil, 2012), e vários livros de contos, entre os quais Elogio da Infertilidade, vencedor do Prémio Ferreira de Castro 2017, e Quartos de Final, vencedor do concurso Coleção Vertentes da Universidade Federal de Goiás (Brasil), em 2013. O seu conto Canção de Ninar (Escritório Editora, 2015) ganhou o concurso literário incluído do Motel X, em 2015. 

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
53,087,344
>