"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

A busca pela liberdade em "Doidão", de José Mauro de Vasconcelos

Uma história intensa e comovente, escrita com a mestria de José Mauro de Vasconcelos, um dos mais aclamados autores da literatura brasileira. Uma narrativa sobre coragem e autoconhecimento, num hino à liberdade, que conquistará leitores de todas as idades.


Em Doidão reencontramos Zezé, o menino doce de O Meu Pé de Laranja Lima e Vamos Aquecer o Sol, duas das obras mais emblemáticas de José Mauro de Vasconcelos. Neste livro, Zezé, agora com vinte anos, busca incessantemente o sentido da sua vida.

Sonha em viajar e fugir ao destino traçado pela sua família. Espera-se que Zezé siga o percurso do pai, e se torne médico, mas o jovem abandona o curso de medicina e não consegue mais do que chocar a sociedade e ser visto como um vagabundo.

A angústia e o desespero de Zezé intensificam-se no momento em que o pai, bastante doente, o pressiona para deixar a namorada e refrear os seus ímpetos aventureiros. No entanto, a determinação do rapaz leva-o a enfrentar as críticas e a família, e a partir pelo mundo em busca da tão desejada felicidade.


José Mauro de Vasconcelos
 nasceu no Rio de Janeiro em 1920 e faleceu em São Paulo em 1984. Descendente de portugueses, o autor teve vários empregos durante a adolescência, viajando depois por todo o Brasil e por vários países europeus.

O seu primeiro grande êxito foi Rosinha, Minha Canoa (1962). Em 1968 publicou o seu livro mais conhecido, O Meu Pé de Laranja Lima, adaptado para televisão, cinema e teatro.

Pelo conjunto da sua obra, é considerado um autor clássico da literatura juvenil do século XX. Em 1967, recebeu o Prémio Jabuti de Romance, o mais importante prémio literário brasileiro.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
50,984,851
>