"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

"Paisagem com mulher e mar ao fundo" regressa às livrarias

Romance de Teolinda Gersão em que a guerra e a ditadura são protagonistas, através da voz de uma mãe que perde o filho no Ultramar. 


Publicado em 1982, este é um romance sobre uma mãe que perde o filho na guerra do Ultramar e que vê o marido ser perseguido pela PIDE. Uma mulher igual a tantas outras, que vive tempos de angústia e medo, mas cuja voz se ergue contra uma sociedade dominada pela opressão.
«O fascismo, tal como nos surge neste livro, é uma figura [...] do jogo de forças. Se, por um lado, isso o abstratiza [a referência é O. S.], por outro, revela-o a uma luz desconhecida na nossa ficção.»
Eduardo Prado Coelho

Sobre o livro
Paisagem com mulher e mar ao fundo
Portugal. O ultramar. Um retrato de Salazar e do país durante a ditadura. Uma mulher, mãe, que perde um filho na guerra colonial, a mais injusta e absurda de todas as guerras. A sua voz é a de todos os que, durante mais de quatro décadas, foram silenciados pelo poder do opressor.
Publicado originalmente em 1982, este é um romance que importa revisitar para lembrar ao leitor que houve um tempo em que o mar era paisagem árida e Portugal um país que calava e obedecia. 

Sobre a autora

Teolinda Gersão
Estudou nas Universidades de Coimbra, Tübingen e Berlim, foi leitora de português na Universidade Técnica de Berlim e professora catedrática da Universidade Nova de Lisboa, onde leccionou Literatura Alemã e Literatura Comparada. Viveu três anos na Alemanha, dois em São Paulo, Brasil, e conheceu Moçambique e a cidade de Lourenço Marques, onde decorre o romance A árvore das palavras. É autora de 17 livros e a sua obra encontra-se traduzida em 14 países. Considerada uma das maiores escritoras portuguesas da actualidade, foi galardoada com os mais prestigiados prémios literários nacionais, nomeadamente o Grande Prémio de Romance e Novela da APE, o Prémio do PEN Clube (1981 e 1989), o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco e o Prémio Fernando Namora (1999 e 2015).
Foi escritora residente da Universidade de Berkley em 2004.
Alguns dos seus contos e livros têm sido adaptados ao cinema e ao teatro e encenados em Portugal, Alemanha e Roménia.
Em 2018 foi-lhe atribuído o Marquis Lifetime Achievement Award. 
Agenda
Ver mais eventos
Visitas
50,843,354
>