"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Depois das obras, Passadiços do Paiva reabrem a visitas

A tempestade Elsa causou danos e os passadiços foram obrigados a encerrar. Uma parte da estrutura “desapareceu na íntegra”, com as obras maiores de recuperação já terminadas.

Foto de Nelson Garrido


Encerrados em dezembro, primeiro por precaução antes da tempestade Elsadepois porque a violência da sua passagem, seguida do Fabien, causou danos a cerca de 60 metros da infra-estrutura, os Passadiços do Paiva estão prontos a voltar a receber caminhantes – sendo sempre aconselhável, particularmente em períodos de mau tempo, confirmar as atualizações sobre a disponibilidade do acesso.

“Na sequência da tempestade fortemente sentida, em Arouca, nos últimos dias, os Passadiços do Paiva sofreram alguns danos que impossibilitam a sua visita”, informava a gestora da atração, no Facebook oficial, a 21 de dezembro.

Inicialmente, marcava-se a data de 31 de dezembro para final da "reparação das zonas afetadas”, mas os passadiços continuaram “em manutenção” até agora (e algumas partes ainda continuarão).

Com os estragos maiores solucionados, como confirmou a autarquia de Arouca, o acesso à estrutura já reabriu. Várias zonas do percurso ficaram obstruídas pela queda de árvores, pedras e outra vegetação, além de que "uma parte da infra-estrutura em madeira desapareceu na íntegra, levada pelas águas", disse à Lusa a presidente da Câmara Municipal de Arouca, Margarida Belém, confirmando um valor de cerca de 25 mil euros para a obra, que, avança, deverá ser coberto pelo seguro do projeto.

Foram realizados trabalhos de limpeza e reparação em todo o percurso, mas “alguns trabalhos de reparação” continuam em curso, mesmo após a reabertura ao público.

Os preços de acesso variam conforme a época: de novembro a final de março, 1 euros em compra antecipada online, 2 euros no local; de abril ao final de outubro, estes valores duplicam; as crianças até 10 anos passeiam gratuitamente.

Visitantes que tinham bilhetes para o período em que esteve encerrado foram ressarcidos do valor ou puderam transferir para outra data à escolha.

Nos últimos World Travel Awards, o projeto dos Passadiços do Paiva voltou a receber “óscares” do turismo mundial: venceu como melhor atração turística de aventura e melhor projeto de desenvolvimento turístico.


in Público | 20 de janeiro de 2020
Notícia no âmbito da parceria Centro Nacional de Cultura | Jornal Público

Visitas
51,036,450
>