"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Dom Pedro e Dom Miguel: dois irmãos em luta por um trono

Dois irmãos, duas ideologias, um trono. A guerra civil portuguesa, que opôs as tropas de D. Pedro às de D. Miguel entre 1828 e 1834, foi um dos episódios político-militares mais importantes da história de Portugal.

 

Em A Guerra Civil Portuguesa, o especialista em história militar Fernando Rita revela, num estudo rigoroso, a importância da antiga vila de Santarém no desenrolar do conflito, entre liberais e absolutistas, bem como as marcas indeléveis deixadas pela guerra na região.

De um lado, o progressista D. Pedro, liberal, adepto do constitucionalismo, defendia o direito à vida, à liberdade e à felicidade. Do outro, o tradicionalista D. Miguel, absolutista, considerava que o monarca deveria ser o centro do poder numa sociedade orgânica estratificada (nobreza, clero, burguesia e povo). Dois irmãos com ideias bem distintas para os destinos de Portugal, que atravessava, em pleno século XVII, uma crise sucessória, após a morte de D. João VI.

A crise de 1822 é o mote para A Guerra Civil Portuguesa, um livro que resulta de uma precisa investigação do professor, historiador e militar Fernando Rita, que se concentrou nesta obra, particularmente nas duas principais batalhas liberais, a Batalha de Almoster e a Batalha da Asseiceira, travadas na antiga vila de Santarém.  Foram conflitos determinantes para o fim do Antigo Regime em Portugal.

Reviva os um dos mais importantes episódios político-militares em território nacional, num dos principais epicentros da contenda, com base em documentos históricos, registos paroquiais, análises de quadros e dados estatísticos da época.

Conheça ainda os impactos desta guerra na região de Santarém, nos anos de 1833 e 1834, período de grande agitação social, económica e política, assim como a organização, estratégias de subsistência, tecnologia e táticas dos exércitos de D. Miguel e D. Pedro na campanha militar.

Uma obra essencial para todos os escalabitanos, assim como para amantes de História e estudiosos de estratégia militar. 

O livro pode ser adquirido através do site oficial da Guerra e Paz, Editores.

Este é o terceiro livro de Fernando Rita sobre temas de história militar, regional e local. O autor é membro do Centro de Investigação Joaquim Veríssimo Serrão, em Santarém, e do Fórum Ribatejo, para historiadores locais e regionais.

Sinopse
A crise sucessória de 1822 foi o gatilho de um dos períodos mais turbulentos da história de Portugal, e a Guerra Civil entre liberais e absolutistas, um dos mais importantes episódios político-militares em território nacional. Mas a história das guerras, como é sabido, não se faz apenas de homens; também os lugares são elemento ativo no seu desenrolar, carregando a marca indelével dos acontecimentos. A antiga vila de Santarém foi palco das duas batalhas mais importantes desta época, a Batalha de Almoster e a Batalha da Asseiceira, que viriam a criar as condições determinantes para o fim do Antigo Regime em Portugal. Santarém sofreu, naturalmente, um período crítico de grande agitação social, económica e política, e este livro retrata os impactos da Guerra Civil no quotidiano desta região, nos anos de 1833 e 1834. Uma contribuição precisa e fina para a compreensão da história política e militar das lutas liberais.

Biografia do autor


Fernando Rita, natural de Vale de Figueira (Santarém), historiador e militar, é licenciado em Ciências Militares pela Academia Militar, em Investigação Social pela Universidade Moderna e em História pela Universidade Aberta. É mestre em História Regional e Local pela Universidade de Lisboa e doutorando em História Moderna e Contemporânea pelo ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa. Cumpriu duas comissões de serviço especiais, na Bósnia, em 1998, e em Moçambique, em 2014. É autor de três livros e colaborador de outros quatro sobre temas de história militar, regional e local e de diferentes artigos publicados em várias revistas e jornais. Conferencista convidado em diversos seminários e colóquios, foi comentador televisivo de história militar na cerimónia dos 100 anos do Armistício da Grande Guerra, emitida pela RTP. É atualmente membro do Centro de Investigação Joaquim Veríssimo Serrão, em Santarém, e do Fórum Ribatejo, para historiadores locais e regionais.  

A Guerra Civil Portuguesa
Fernando Rita
Não-Ficção / História
192 páginas · 15x23 · 16,00 €
Guerra e Paz, Editores 

Visitas
50,740,758
>