"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Vitão e Agir unem continentes no single "Mais Que Bom"

Quando pensaram na letra “Nega, não tá fácil de sair na rua”, Vitão e Agir não faziam ideia de como seria atual essa expressão. 


Apresentados em março deste ano, quando o brasileiro esteve em Portugal numa visita promocional do seu primeiro álbum, "Ouro", e depois de uma empatia espontânea, os dois artistas decidiram compor juntos. Foi quando nasceu “Mais que Bom”, o single que chega agora a todas as plataformas digitais. Para acompanhar a canção, Vitão e Agir produziram um videoclipe, gravado com os telemóveis dos próprios, unindo os continentes, Europa e América do Sul, mostrando a verdadeira força da música.

“Mais que Bom” traz a leveza de um encontro de amigos para dentro de nossas casas num ritmo contagiante e reconfortante.

“A criação dessa música foi algo muito natural, cheguei no estúdio e o Agir estava com uma ideia que eu não consegui desenvolver muito bem em cima. Aí perguntei se poderíamos começar outra parada do zero, ele topou! Já comecei a fazer um riff de guitarra, ele colocou um boom bap em cima e começou a sair. Escrevi o primeiro verso, ele fez o verso dele, juntamos para o refrão e a música saiu super rápido” conta Vitão.

A sintonia foi tamanha que gravar um clipe juntos, mesmo a distância, era a única solução para o lançamento do single. “A ideia de gravar o clipe em casa surgiu por causa da quarentena e, na sede de produzir algo, tive a ideia de gravar o clipe em casa com o celular, pedi para o Agir gravar a parte dele lá e rolou, ficou maravilhoso. Estou super empolgado, orgulhoso do trabalho e tenho certeza que vai ser muito incrível para mim e para o Agir. Pode ser uma oportunidade de abrir portas para os artistas portugueses aqui no Brasil e, para todos nós artistas brasileiros, em Portugal”, comemora Vitão.

O vídeo foi gravado por Vitão com o seu telemóvel no apartamento do artista em São Paulo seguindo as orientações da sua equipa passadas por videoconferência, contando ainda com a ajuda de seu amigo e companheiro de quarentena, Rafa Andrade. Enquanto isso, Agir também preparou sua participação diretamente da sua casa em Lisboa, mostrando que, mesmo em período de isolamento social, a música pode unir culturas e continentes.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
52,257,759
>