"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

César Cardoso edita "Dice of Tenors"

Dice of Tenors resulta da intenção do seu mentor, César Cardoso, de procurar novas abordagens, caminhos e ideias de composição e arranjo, através de uma formação alargada.


Esta formação é constituída por 8 elementos, distribuídos por sopros – saxofone tenor, saxofone alto, trompete e trombone – e secção rítmica – vibrafone, piano, contrabaixo e bateria.

Tendo já outros projetos com formações em Quarteto e Quinteto e tendo escrito muitos arranjos para Big Band, a ideia desta formação surgiu por ser diferente do que tem feito e sobretudo para lançar a si mesmo o desafio de construir um disco com uma identidade própria mas com inovação e frescura na abordagem dos temas.

Para este disco, César Cardoso escolheu 8 temas, 6 dos quais são Standards do Jazz celebrizados por alguns dos maiores saxofonistas tenores – Hank Mobley, Benny Golson, John Coltrane, Dexter Gordon, Sonny Rollins e Joe Hendersone –, e compôs ainda 2 temas a completar o disco. Estes arranjos contêm abordagens e técnicas novas, recentemente estudadas, havendo a intenção de criar algo como se fosse um novo tema mas ao mesmo tempo sem perder a essência do original. Além disso, um dos pressupostos é o de elevar o nível musical através da sua complexidade harmónica, rítmica e métrica, sem perder o lado musical, tornando tudo o mais orgânico possível.

No percurso de César Cardoso encontram-se 3 álbuns, todos com música original – Half Step (2010), Bottom Shelf (2015) e Interchange (2018) –, mais de 100 arranjos para Orquestras e Big Bands – escritos sobretudo para a Orquestra Jazz de Leiria e para a Orquestra Jazz do Hot Clube de Portugal – e ainda 2 livros sobre a teoria no Jazz – Teoria do Jazz (2016) e Teoria do Jazz – Exercícios (2018).

Ficha Técnica:
-         César Cardoso – saxofone tenor e arranjos
-         Jason Palmer – trompete
-         Miguel Zenón – saxofone alto
-         Massimo Morganti – trombone
-         Jeffery Davis – vibrafone
-         Óscar Graça – piano
-         Demian Cabaud – contrabaixo
-         Marcos Cavaleiro - bateria

BIOGRAFIA
Nasceu em 1982, em Leiria, e desde cedo se dedicou á música, com apenas 7 anos.

Em 1995 entrou para a Escola de Música do Orfeão de Leiria (EMOL) e aí concluiu o 8º grau do conservatório na classe de saxofone do Prof. Alberto Roque, em 2003. Durantes esses anos, participou em várias master classes, onde teve a oportunidade de trabalhar com Hugo Gaito, José António Lopes, Mário Marques, Jean-Marie Londeix, entre outros músicos.

Entre 2004 e 2008 frequentou a Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal, onde trabalhou com Jorge Reis e Pedro Moreira e começou a distinguir-se como músico de jazz: em 2007 participou na peça de teatro Quando o Inverno Chegar, de José Luís Peixoto, sobre a direcção musical de Pedro Moreira; em Dezembro desse mesmo ano tocou no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, em representação da Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal, num evento inserido no Festival Portugal Jazz Itinerante; e em Maio de 2008 foi escolhido para integrar a European Colours Jazz Orchestra, tendo sido o único representante de Portugal.

Em 2008 ingressou na Escola Superior de Música de Lisboa, tendo-se licenciado em Saxofone Jazz e continuado a trabalhar com Jorge Reis e Pedro Moreira. Ao longo do seu percurso académico, participou em vários workshops nos quais teve contacto com grandes músicos do panorama jazzístico nacional e internacional, como Pedro Madaleno, João Moreira, Ricardo Pinheiro, Afonso Pais, Bruno Santos, José Menezes, Bernardo Moreira, Dave Schnitter, Jesse Davis, David Binney, John Taylor, Perico Sambeat, Chris Cheek, John Ellis, entre outros.

É membro do grupo de dixieland Desbundixie, com o qual gravou Kick’n Blow (em 2007) e Up 2 Nine (em 2009), este último com a participação especial de Maria João na voz e de Filipe Melo ao piano.

É mentor e director artístico da Orquestra Jazz de Leiria, a qual junta a comunidade jazzística de Leiria, tendo já realizado vários concertos com convidados, dos quais se destacam Vânia Fernandes, David Fonseca, Maria João, Herman José, Luísa Sobral, Áurea, Tiago Bettencourt, Pedro Abrunhosa e Ana Bacalhau.

De destacar também a sua colaboração com Orquestra do Herman José, Lisbon Swingers, Big Band Reunion, Claus Nymark Big Band, 7teto do Hot Clube de Portugal, 5teto de Rodrigo Gonçalves, Nelson Cascais Quintet, Xutos e Pontapés e ainda a Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal.

Em 2010 gravou o seu primeiro disco de originaisHalf Step, com o seu quinteto, do qual integravam os músicos Bruno Santos, Filipe Melo, Demian Cabaud e Bruno Pedroso. O disco conta ainda com Pedro Moreira como convidado especial e teve a sua apresentação no Festival de Jazz da Marinha Grande.

Em 2015 lançou o seu segundo disco de originais, Bottom Shelf, no Hot Clube de Portugal, o qual gravou com o seu actual quarteto - Bruno Santos, Demian Cabaud e André Sousa Machado, alguns dos melhores músicos de jazz nacionais.

Já tocou com outros grandes nomes do Jazz nacional e internacional, como João Moreira, Jorge Reis, Claus Nymark, Alexandre Frazão, Bernardo Moreira, Lars Arens, Afonso Pais, Nelson Cascais, João Paulo Esteves da Silva, Julian Arguëlles, Maria João, Mário Laginha, Bernardo Sassetti, Zé Eduardo, Perico Sambeat, Rosario Giuliani, Stacey Kent, Benny Golson, John Ellis, Miguel Zenón, Joe Lovano, John Hollenbeck, Guillermo Klein entre outros.

Em 2016 lançou o livro Teoria do Jazz, pela Chiado Editora, o primeiro livro em Português sobre a base teórica do Jazz, idealizado como manual de apoio para estudantes de Jazz.

Tem desenvolvido a sua paixão pela escrita para Big Band em parceria com diversas orquestras, tendo neste momento cerca de 100 arranjos, compostos originalmente para a Orquestra Jazz de Leiria (incluindo arranjos de temas dos artistas convidados) e para a Orquestra do Hot Clube de Portugal, que lançou recentemente o disco Dança dos Pássaros, com músicas de António Pinho Vargas, 3 das quais com arranjos seus. Uma soma considerável para um jovem músico compositor e arranjador.

Em 2018 lançou o seu terceiro disco de originais, Interchange, que gravou com o seu quarteto – Bruno Santos, Demian Cabaud  e André Sousa Machado, e contou a participação especial do saxofonista alto Miguel Zenón.

Neste mesmo ano lançou também o segundo livro, Teoria do Jazz – Exercícios, que complementa o primeiro volume com exercícios teóricos colmatando uma falha que existia no ensino do jazz em Portugal.

Actualmente, é também professor de saxofone, teoria, combo e Big Band na Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal e Saxofone Jazz na Universidade de Évora.

Discografia & Bibliografia:

Leader:
- 2010 – “Half Step” – César Cardoso (ed. Autor)
- 2015 – “Bottom Shelf” – César Cardoso (ed. Autor)
- 2016 –  Livro “Teoria do Jazz” – Chiado Editora (1º livro em Português sobre o tema)
- 2018 – “Interchange” – César Cardoso (ed. Autor – Antena 2)
- 2018 –  Livro “Teoria do Jazz – Exercícios” – Chiado Editora
- 2020 – “Dice of Tenor” – César Cardoso (ed. Autor)

Sideman:
- 2007 – “Kick’n Blow” – Desbundixie (ed. Autor)
- 2009 – “Up 2 Nine” – Desbundixie + Maria João & Filipe Melo (ed. Autor)
- 2012 – “Palavra de Mulher” – Sofia Vitória/Luís Figueiredo (Numéria)
- 2013 –  Bruno Santos Ensemble (Toap)
- 2014 – “Lu-Pu-i-Pi-Sa-Pa” - Luísa Sobral (Universal)
- 2015 – “Soul Dance” – Cláudia Franco
- 2017 – “A Dança dos Pássaros” – Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal (HCP)

www.cesarcardoso.com
https://www.facebook.com/cesarcvcardoso/
https://www.instagram.com/cesarcvcardoso/
https://www.youtube.com/user/cesarcvcardoso

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
51,912,894
>