"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Caimaneros: Uma odisseia em Cuba

No final da década de 1970, um acordo de cooperação entre Angola e Cuba, com o apoio da União Soviética, levou oito centenas de crianças e adolescentes angolanos a rumarem a Cuba para lá prosseguirem os estudos.


Quatro décadas depois, o escritor angolano Roderick Nehone descreve, num romance histórico, de forma pungente e plena de vida, a odisseia caribenha, que mudou para sempre a vida daqueles jovens. Caimaneros – Momentos de Uma Odisseia na Ilha chega às livrarias com a chancela da Guerra e Paz Editores.

Na noite de 28 de outubro de 1977, em plena Guerra Fria, 818 crianças embarcaram num navio soviético no porto de Luanda, em Angola, com destino a Cuba, numa travessia do Atlântico que durou 20 dias. Esses primeiros estudantes e os que foram chegando depois, já de avião, viveram uma verdadeira odisseia na Ilha dos Mil Nomes, hoje denominada Isla de la Juventud.

Como terá sido a adaptação a um novo continente? Que choques culturais e barreiras linguísticas experienciaram? O que mudou nas suas vidas? E no seu país natal que acabara de se tornar independente? Perguntas que 43 anos depois são dadas por um dos meninos apelidados de caimaneros – pela semelhança do recorte geográfico de Cuba com um caimão – no livro Caimaneros – Momentos de Uma Odisseia na Ilha.

Na obra, Roderick Nehone, pseudónimo literário de Frederico Cardoso, apresenta-nos, fundindo a realidade e a ficção, a experiência que mudou a sua vida e a dos seus companheiros e companheiras naquela jornada. Momentos de superação, camaradagem e transformação contados por jovens dos 11 aos 16 anos, num pungente romance histórico que promete apaixonar os leitores.

Uma homenagem do autor aos que com ele estudaram, trabalharam e serviram a pátria angolana, repletos de sonhos e esperança. Entre eles, um outro escritor e historiador angolano, Adriano Mixinge, que também já editou em Portugal, pela Guerra e Paz, O Ocaso dos Pirilampos e O Beijo da Madame Ki-Zerbo. É ele quem assina o prefácio da obra, que, confessa, «gostaria de ter escrito». 

Para Mixinge, formado em História pela Universidade de Havana, este é um «romance histórico e documental que nos surpreende pela maneira realista como os episódios revisitados podem ajudar-nos a compreender o que, depois, aconteceu nos países, nas sociedades, aos indivíduos e aos seus ideais, num mundo onde a roda da história seguiu por derroteiros imprevistos.»

Um livro para todos os caimaneros e seus familiares, mas também para todos os que gostam de ler uma boa história.

O romance poderá ser adquirido através do site oficial da editora.

Este é o 14º livro que Roderick Nehone publica. Com uma carreira literária reconhecida, o autor, membro da Academia Angolana de Letras, foi agraciado com o Prémio António Jacinto de Literatura, em 1996, e com o Prémio Sonangol de Literatura, em 1996 e 1998. 

Caimaneros – Momentos de Uma Odisseia na Ilha
Roderick Nehone
Ficção / Romance
192 páginas · 15x23 · 15,00€
Guerra e Paz, Editores

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
54,644,684
>