"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Abertura da Torre Literária - Louvor e simplificação da literatura portuguesa

A Fundação Cupertino de Miranda abriu um novo espaço expositivo designado de Torre Literária – Louvor e Simplificação da Literatura Portuguesa.


O título da exposição “Louvor e Simplificação da Literatura Portuguesa” é um decalque do título de um poema do poeta surrealista português Mário Cesariny, cujo acervo documental e artístico está na posse da Fundação Cupertino de Miranda. O poema intitula-se “Louvor e Simplificação de Álvaro de Campos” no qual Mário Cesariny teoriza a sua relação com Fernando Pessoa.
Este espaço é dedicado à literatura Portuguesa e estende-se ao longo de 4 andares e 14 salas, iniciando-se no século XX e recuando até ao século XV tentando estabelecer conexões entre cada um dos espaços, que se apresentam assim do presente para o passado.

É um espaço que apresenta dinâmico, com a ligação entre várias artes – filme, música, literatura.
Um espaço único em Portugal, com a dedicação a grandes nomes da literatura Portuguesa.

Photomaton
Encontrará ainda nesta exposição um espaço onde poderá tirar uma fotografia, designado de Photomaton, onde através do uso de algoritmos de visão computacional e de técnicas generativas não deterministas, o Photomaton cria retratos dos visitantes, usando apenas elementos tipográficos, mais especificamente letras. Assim, cada visitante da Torre Literária pode criar o seu retrato tipográfico e combiná-lo com um dos textos dos vários autores à escolha.
Durante a criação de cada retrato, milhares de letras são posicionadas de forma precisa para criar representações reconhecíveis dos rostos dos visitantes. Porém, este processo não é determinístico, permitindo a cada retrato ser um único e irrepetível.
Deste modo, o Photomaton demonstra como a Criatividade Computacional pode enriquecer a experiência museológica, tornando-a mais interativa e participativa.
Esperamos que seja uma experiência interessante para explorar a Literatura Portuguesa. 

Horário
De 2.ª a 6.ª feira, das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00.
Sábados e feriados das 14h00 às 18h00.
Encerra aos domingos e nos dias: 1 de janeiro; Sexta-feira Santa; Corpo de Deus; 1 de maio; 15 de agosto; 8, 24, 25 e 31 de dezembro.

>> Mais informações e bilheteira

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
56,321,470
>