"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Marcador relança primeiro livro de Joel Neto, 20 anos depois

«O terceiro servo» foi publicado originalmente no ano 2000. A obra volta agora às livrarias de todo o país, com nova capa, numa edição comemorativa dos seus 20 anos.


Nota do Autor

«Debati-me durante algum tempo com o dilema de reescrever este livro, agora que se assinalam vinte anos sobre a sua publicação original (coincidente com o início do meu percurso literário) e se propiciava uma reedição. Reli-o há apenas alguns meses, e tornaram-se-me logo evidentes as suas assimetrias, as suas dissonâncias e os seus sobressaltos narrativos. Apesar disso, constatei com não menos surpresa que, não contendo tanto do que espero ter ganhado entretanto, se socorre de recursos que perdi ou fui, de algum modo, negligenciando. Parece-me haver nele, pelo menos, uma visceralidade que nem sempre fui capaz de transportar comigo.» Joel Neto, 2020

Sinopse

Miguel Barcelos, jornalista nascido nos Açores no ano da Revolução de Abril, lê num jornal a notícia do assassinato de um velho amigo. Decidido a investigar o sucedido, parte para os Açores.

A viagem no espaço é também uma viagem no tempo: um longo percurso de confrontação interior. Entre a recordação das relações entre ele e o morto e as divagações sobre si próprio, Miguel confronta Açores e Lisboa, a cidade onde vive na convicção de que triunfou. Mas outras questões se interpõem.

Amor, relações sociais, pedofilia, o fim do milénio, a revolução, o futebol, a economia e até mesmo a fúria dos elementos naturais - tudo se mistura, abalando profundamente as convicções do protagonista.

No fim, Miguel opta pelo cómodo caminho da ignorância. À semelhança do terceiro servo da parábola bíblica, prefere fechar os olhos ao desafio que a vida lhe lançou em nome de uma estabilidade falsa, mas imediata.

Afinal, o jornalismo é o máximo a que pode ambicionar, o que já por si implica a soma possível de toda a sabedoria e de toda a ignorância do mundo - e sobretudo uma visão desdenhosa sobre o lado superficial das coisas, num impulso de síntese enganador, mas assumido.

Sobre o Autor

Joel Neto passou vinte anos em Lisboa e vive agora no lugar dos Dois Caminhos, ilha Terceira, onde tem três cães, um jardim e um pomar.

Nasceu em Angra do Heroísmo, em 1974, e é autor de várias colunas dispersas pela imprensa portuguesa e da diáspora, entre as quais a série de relatos «A Vida no Campo» (Diário de Notícias).

Atingiu os tops de vendas com Arquipélago (romance, 2015), A Vida no Campo (diário, 2016), Meridiano 28 (romance, 2018) e A Vida no Campo: Os Anos da Maturidade (diário, 2019), igualmente bem acolhidos pela crítica.

Com A Vida no Campo, ganhou o Grande Prémio APE de Literatura Biográfica 2019. O Terceiro Servo, publicado em 2000, foi o seu primeiro romance.

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para o documentário "À SOLTA NA INTERNET"

Em parceria com a Zero em Comportamento, oferecemos 10 convites duplos para assistir ao chocante documentário de Barbora Chalupová & Vít Klusák, que lança uma luz sobre a questão da exploração online de crianças. Habilite-se e... boa sorte! 

Passatempo

Ganha convites para a antestreia do filme "UMA PAIXÃO SIMPLES"

Em parceria com a PRIS Audiovisuais, oferecemos convites duplos para a antestreia do romance "Uma Paixão Simples" (Passion Simple) de Danielle Arbid baseado na obra de Annie Ernaux. As antestreias terão lugar no próximo dia 27 de outubro (quarta-feira), em Lisboa e Gaia. Participe e habilite-se a ser um dos felizes contemplados!  

Visitas
61,984,873
>