"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Em Todas as Ruas te Encontro

Paulo Faria, uma das vozes mais importantes da nova geração de escritores portugueses, oferece-nos o primeiro romance nacional com a pandemia como pano de fundo. O retrato vívido de uma época ímpar, ainda presente na vida de todos.


A pandemia abateu -se sobre nós enquanto ainda lambíamos as feridas do abalo de 2008. Sem darmos por isso, fomos perdendo muita coisa . Abdicámos da memória individual e colectiva, da proximidade com os outros, da privacidade. Desaprendemos de ver. Resta saber se a pandemia veio pôr a nu que também desaprendemos de amar . Dois casais de meia -idade vêem o mundo correr os taipais à sua volta e tentam cerzir um agasalho para se protegerem até que tome forma o mundo que há-de vir. Sónia, filha de Irene e Carlos, que regressa a Portugal, quando o vírus se espalha aos quatro ventos, ensaia gestos de resistência ao pânico infeccioso. Enceta a busca de um amor para os novos tempos. Se o encontra ou não é coisa que tu, leitor, serás o último a saber.

Sobre o Autor
Paulo Faria nasceu em 1967, em Lisboa. Licenciou-se em Biologia por mero acidente. É tradutor literário, tendo traduzido obras de autores como Orwell, Kerouac, Joyce, Don DeLillo e Cormac McCarthy. Viajou em busca das nascentes de algumas das obras que traduziu, o que o levou ao Tennessee, ao Texas, ao Novo México. Venceu, em 2015, o Grande Prémio de Tradução APT/SPA. Publicou Estranha Guerra de Uso Comum (Ítaca, romance, 2016), Gente Acenando para Alguém que Foge (Minotauro, romance, 2019) e crónicas nas páginas da revista Ler e do jornal Público.

Editora Minotauro
Agenda
Ver mais eventos
Visitas
61,486,821
>