"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Salazar visto pelo único jornal português com liberdade de imprensa durante o Estado Novo

Durante o regime de Salazar, Portugal e toda a imprensa portuguesa viveram submetidos a uma implacável censura mediática.


O professor Rui Correia está de volta aos livros com uma investigação sobre o Diário de Notícias da comunidade portuguesa de New Bedford, Massachusetts, nos Estados Unidos, o único jornal português que, durante o Estado Novo, gozava de liberdade de imprensa. Salazar em New Bedford é o título deste documento histórico, importantíssimo para compreender uma era complexa e a forma como os emigrantes portugueses na Nova Inglaterra viviam e analisavam o regime de Salazar. O novo livro do vencedor da edição de 2019 do Global Teacher Prize é uma edição Guerra e Paz, com o apoio da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento.

Durante o regime de Salazar, Portugal e toda a imprensa portuguesa viveram submetidos a uma implacável censura mediática. Deste policiamento constante, nasceria uma imprensa conformada, que, refém, projectou durante 48 anos uma narrativa noticiosa centrada num partido único, numa pátria inteira rendida a uma só voz.

Mas os tentáculos desse grande polvo não chegavam ao outro lado do Atlântico, como a muitos outros pontos do Globo, nos quais a liberdade de imprensa era um garante dos seus regimes. Assim era em New Bedford, cidade de Massachusetts, nos Estados Unidos da América, onde a comunidade de imigrantes portugueses criou o Diário de Notícias, um jornal diário em língua portuguesa que expressava a sua fidelidade à liberdade de expressão.

Mesmo à distância, aquele órgão de comunicação seguia de perto os acontecimentos do seu país natal, acolhendo nas suas páginas as opiniões e as causas de todo o espectro político do seu tempo, desde os adeptos da monarquia até aos afectos ao socialismo.

Agora, 48 anos depois daquele jornal fechar portas, o Diário de Notícias de New Bedford volta a revelar o seu contributo histórico com a publicação de Salazar em New Bedford. O livro é um excelente, rigoroso e pormenorizado trabalho de investigação do professor e historiador Rui Correia, a partir de algumas das milhares de edições do jornal português nos Estados Unidos.

O estudo traz à luz do dia o importante contributo do único diário português – o único livre naqueles tempos – para interpretar uma época muito particular da nossa história. Nele se entrelaçam o mundo do jornalismo, da política, da propaganda e da imigração nos Estados Unidos. Uma fonte limpa e uma visão singular e incisiva do Estado Novo.

Salazar em New Bedford contou com o apoio à edição da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e chega às livrarias portuguesas com a chancela da Guerra e Paz. A obra poderá ainda ser adquirida através do site da editora.

Salazar em New Bedford
Rui Correia
Não Ficção / História
248 páginas · 15x23 · 16,00 €
Guerra e Paz, Editores
Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "BANDIDO"

Em parceria com a PRIS Audiovisuais, oferecemos convites duplos para a antestreia do novo filme de Allan Ugar, que terá lugar no próximo dia 3 de outubro, em Gaia e Lisboa. Participe e habilite-se a ser um dos felizes contemplados!  

Visitas
70,591,560