"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Uma dama (e um detetive) em apuros

Publicado originalmente em 1942, A Janela Alta cimentou a consagração de Raymond Chandler no panorama da literatura policial norte-americana.


Terceira aventura do detetive privado Philip Marlowe, A Janela Alta confirmou Raymond Chandler como uma das grandes referências do registo policial. Mais do que nunca, e apesar do seu declarado cinismo, o protagonista/narrador exibe aqui um idealismo romântico, ou não se propusesse ele salvar «uma dama em apuros» recorrendo às suas habituais perspicácia, inteligência e capacidade de analisar os demais. A exemplo de muitas outras obras do autor, esta história já inspirou duas adaptações cinematográficas e outras tantas para rádio.

SOBRE O LIVRO
A Janela Alta
Philip Marlowe está numa maré de azar. Ele e todos aqueles que, ligados ao paradeiro de uma valiosa moeda de ouro desaparecida, acabam sete palmos abaixo de terra. Contratado por Mrs. Elizabeth Bright Murdock, uma mulher cruel da alta sociedade americana, para achar o objeto amaldiçoado, o mais carismático dos detetives vê-se num labirinto de mentiras e falsas pistas que o colocam no centro do perigo. Com outros investigadores privados a intrometerem-se no caso e a polícia de Los Angeles à perna, Marlowe terá de desemaranhar o complexo novelo de pontas soltas antes que acabe os seus dias dentro de uma cela, ou pior – para sempre de olhos fechados.

Título: A Janela Alta
Autor: Raymond Chandler
Tradução: Maria Dulce Teles de Menezes e Salvato Teles de Menezes
Páginas: 288
PVP: 7,70 €
Coleção: Vampiro

Ver primeiras páginas

SOBRE O AUTOR
Raymond Chandler

Nasceu em Chicago em 1888. Aos 44 anos, em 1932, perde o trabalho na sequência da Grande Depressão e, inspirado pela leitura da revista Black Mask, decide escrever a sua primeira história policial, «Blackmailers Don’t Shoot», revelada naquela publicação em 1933. À Beira do Abismo, o seu romance de estreia, é publicado em 1939, apresentando a personagem do lendário detetive privado Philip Marlowe, herói também dos outros seis livros que publicou em vida, entre os quais se destacam A Dama do Lago (1943) e O Imenso Adeus (1953). Considerado um dos fundadores da escola hard-boiled a par de Dashiell Hammett, Chandler tornou-se referência máxima da literatura policial realista. Faleceu a 26 de março de 1959, em La Jolla, Califórnia.

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
58,518,136
>