"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

"Setúbal, Terra de Pescadores"

Tradição gastronómica setubalense em livro.


A gastronomia é considerada como um importante atrativo turístico cultural de um local, de uma região ou mesmo de um país. É neste contexto que surge a publicação da obra “Setúbal, Terra de Pescadores” com texto de Patrícia Borges e fotografia de Nicolas Lemonnier. O livro sobre a tradição gastronómica setubalense, editado pela Câmara Municipal de Setúbal, foi apresentado no dia 31 de maio de 2021, na Casa da Baía, no âmbito da Semana do Mar e do Pescador.

Neste livro, Patrícia Borges, professora adjunta da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Instituto Politécnico de Leiria e autora de diversas publicações relacionadas com a temática da gastronomia do mar, dá a conhecer as melhores receitas com peixe de Setúbal, as suas raízes e histórias, bem como as características das espécies utilizadas.

“Setúbal nasceu à volta do mar e dos pescadores e esta é a nossa uma homenagem a este homens e a todos e todas que trabalham à volta do mar”, acentuou a autora, assim, além das receitas, o livro conta a história de vida dos pescadores de Setúbal, retratados numa vasta reportagem fotográfica de rostos, paisagens, artes de pesca e bairros onde vivem e viveram, e mostra, igualmente, como a cidade se desenvolveu em torno da comunidade piscatória.

“Tenho de agradecer aos pescadores, que foram espetaculares, sempre disponíveis a colaborar. Sem eles, nada disto teria sido possível”, referiu Nicolas Lemonnier. As suas fotografias destacam o papel dos homens e mulheres que trabalham no setor da pesca enquanto figuras importantes da comunidade setubalense, evocando os seus rostos como páginas escritas de histórias vividas no rio e no mar.

“Setúbal, Terra de Pescadores” visa também a promoção, divulgação e valorização da gastronomia enquanto património cultural, com preocupações assentes na sustentabilidade das atividades económicas diretamente relacionadas, a pesca, a restauração e a hotelaria.

O receituário apresentado pretende ainda ser um legado para auxílio a futuros chefs locais e nacionais. “Estas receitas resultam de entrevistas realizadas a várias pessoas no Mercado do Livramento e na Lota. Espero que perdurem no tempo”, remata Patrícia Borges.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
66,778,233