"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Varinos de volta ao Tejo: um verão de passeios no Liberdade e no Boa Viagem

Se o verão convida a passeios, eis uma abordagem segura e livre de enchentes: descer o Tejo a bordo de uma embarcação tradicional. Até a memória de Saramago vai a bordo.

Varino Liberdade DR Varino Liberdade_Câmara Municipal de Vila Franca de Xira Varino O Boa Viagem DR Varino Liberdade DR


A bordo de um varino, serve-se um aperitivo para a celebração do centenário do nascimento de José Saramago. No próximo sábado, Miguel Real conduz uma conversa sobre o nobelizado autor do Memorial do Convento, onde a curiosidade sobre a sua vida e obra se conjuga com um passeio Tejo abaixo.

O embarque na iniciativa, timbrada pela Fundação José Saramago, está marcado para dia 26 de junho, às 10h, na marina de Vila Franca de Xira. Dura quatro horas e meia, e desagua numa visita ao Museu do Neo-Realismo, às 14h30. O preço por pessoa é de 14€.

A literatura não é a única forma de cruzar o Tejo por estes dias. A partir de 7 de julho, o mesmo município retoma os passeios fluviais que está a promover até novembro, no varino Liberdade.

Consoante as datas, vão variando os percursos, que tanto hão-de passar pelo Parque das Nações como pela Ilha do Rato ou uma Volta aos Mouchões. A viagem é gratuita até aos quatro anos, passando a custar 4,06€ dos cinco aos 12 e 8,12€ dos 13 aos 64. Viajantes seniores pagam metade deste valor. Há um calendário definido, mas não é rígido, estando aberto a marcações particulares (neste caso com tabela própria). As reservas fazem-se no Posto de Turismo, através dos números 263 285 605 e 969 022 529 ou pelo e-mail varinoliberdade@cm-vfxira.pt.

Outrora conhecido como Campino, o Liberdade foi construído em Abrantes, em 1945. No final dos anos 1980, depois de recuperado e rebatizado pela autarquia, ganhou nova vida como atração turística e núcleo museológico (que pode ser visitado virtualmente aqui).

Com mais de um século de viagens no casco, desde os tempos em que assegurava o transporte de gentes e mercadorias entre as duas margens do Tejo, também O Boa Viagem torna a fazer-se ao rio para proporcionar “momentos de descontração e lazer”.

A sugestão vem da Câmara Municipal da Moita, que o recuperou na década de 1980 e que, nos últimos anos, tem reinvestido recorrentemente na vocação do varino para o passeio, como forma de dar a conhecer, “numa perspetiva diferente, o concelho da Moita e os concelhos limítrofes, bem como a riqueza dos sapais e das salinas”, divulgando simultaneamente “os barcos típicos do Tejo e as suas características únicas”.

O próximo está marcado já para quinta-feira, 24 de junho, entre as 14h e as 16h. Outros vão seguir-lhe o rasto nos dias seguintes. São duas horas a rasgar suavemente as águas do rio, num programa a valer para a família ou a navegar para o romantismo.

N’O Boa Viagem, por razões de segurança, só podem entrar crianças com mais de quatro anos. Até aos seis, não pagam. Até aos 12, o bilhete custa 2,07€. Para os adultos, a viagem fica a 4,13€. É necessária marcação prévia no Posto de Turismo municipal ou pelo telefone 210 852 340.

Qualquer que seja o passeio escolhido, aos marinheiros de água doce é recomendado que levem chapéu, protetor solar, água e calçado e roupa confortável, bem como a obrigatória máscara e o desinfetante sempre à mão.


por Sílvia Pereira in Público | 24 de junho de 2021
Notícia no âmbito da parceria Centro Nacional de Cultura | Jornal Público

Agenda
Exposições

"Gyres"

Galeria Zé dos Bois 16 Set a15 Nov

Ver mais eventos
Visitas
61,327,827
>