"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Exposição colectiva virtual no âmbito do Colóquio "Estar em casa com Adília Lopes"

O Colóquio “Estar em casa com Adília Lopes” faz-se acompanhar por uma exposição virtual composta por ilustrações de Alice Geirinhas, Bárbara Assis Pacheco, Luis Manuel Gaspar e Sara Quijano que interpelam diretamente a poesia da autora.


Sara Quijano apanhou os poemas de Adília Lopes como a um peixe. As ilustrações incluídas na exposição resultam de uma seleção, realizada pela própria artista, a partir da antologia Escribir un poema es como atrapar un pez. A organização e tradução dos poemas dessa publicação esteve a cargo de Alejandro Giraldo Gil e é ele mesmo quem nos diz que a obra de Sara Quijano “investiga, de uma maneira subtil, os mistérios e revelações que a poesia traz consigo”.

As ilustrações de Luis Manuel Gaspar acompanham há muito as publicações de Adília Lopes. É sua a capa dos livros O poeta de Pondichéry e O decote da dama de espadas, bem como dos opúsculos A namorada de óculos e Comprimidos, entre outros. Recorreu ainda a Ofélia, gata de Adília Lopes, como modelo para a capa da edição portuguesa de Gatos e Mais Gatos, de Doris Lessing. Como chamou a atenção Pedro Meneses, nas suas ilustrações “talvez possamos ler na predominância do tom acinzentado o mundo algo negro, mas não desesperado, não profundamente negro, de Adília Lopes”.

Bárbara Assis Pacheco, em breve testemunho pessoal incluído nesta exposição, diz-nos que decidiu “fazer desenhos para a Adília Lopes, para lhe dar, desenhos que ela gostasse de ter”. E assim surgem diante de nós gatos, baratas, estrelas, brinquedos, vestidos e pássaros, entre tantos outros. É que, nas palavras da própria artista, “há muitas imagens e possibilidades infinitas no seu universo”.

Alice Geirinhas interpelou a poesia de Adília Lopes em capas de livros, como no Clube da Poetisa Morta, e ilustrou-a em A Bela Acordada.

Tomando para nós esta ideia de universo e de infinito enquanto sucinta imagem da própria poesia da autora, acreditamos que não se poderia resumir melhor esta pequena mostra virtual enquanto porta levemente entreaberta para o infinito do universo de Adília Lopes.

>> Saiba mais AQUI

Agenda
Exposições

"Gyres"

Galeria Zé dos Bois 16 Set a15 Nov

Ver mais eventos
Visitas
61,328,328
>