"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

"Prova-me"

A Manuscrito edita a 21 de julho o romance erótico de Lúcia Vaz Pedro


Raquel tinha feito amor de olhos vendados com um homem que não 
conhecia, mas jamais pensara tornar-se sua refém. 

Ao fim de dez anos de casamento, Raquel sente-se cansada da rotina sexual. Para manter acesa a chama da paixão, decide desafiar o marido a proporcionar-lhe uma nova experiência. Ele acede ao pedido e oferece-lhe uma noite inesquecível com outro homem. Só impõe uma condição: Raquel terá de estar sempre de olhos vendados.

O que era para ser um simples jogo transforma-se numa obsessão. Raquel não consegue esquecer o homem com quem esteve, aquele que o marido lhe colou à pele. Agora, tudo o que ela mais deseja é descobrir a pessoa que mudou a sua vida para sempre. Quem é ele? Que memórias terá daquela noite? E, mais importante ainda, conseguirá o seu casamento sobreviver ao momento em que finalmente o encontrar?

Numa trama viciante, a autora Lúcia Vaz Pedro leva-nos numa viagem erótica e envolvente pelas fantasias mais secretas e profundas das mulheres. Uma história inesquecível de mistério, romance e, claro, muito sexo.

 

Título: Prova-me
A autora: Lúcia Vaz Pedro
Género: Romance erótico
Nº de páginas: 248
Data de saída: 21 julho 2021 
P.V.P.: 14,90 €

Sobre a autora:

Lúcia Vaz Pedro é professora do ensino secundário de Português e Francês na Escola Inês de Castro, em Vila Nova de Gaia.

Licenciou-se em 1992 pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e publicou mais de trinta livros (escolares, romances e infantis). Tem dado formação na área da língua portuguesa em centros de formação para professores, em colégios privados, na Universidade Católica, na Sonae, no Jornal de Notícias, no Porto Canal, no SNQTB, no Futebol Clube do Porto, no El Corte Inglês, na FNAC.

Desde 2012, escreve crónicas para o Jornal de Notícias sobre língua portuguesa. Em 2014, foi convidada pelo Instituto Politécnico de Macau para dar formação aos professores universitários chineses, subordinada ao tema «Comunicação e Expressão». Escreveu ainda artigos para o Observatório da Língua Portuguesa e é colaboradora do Ciberdúvidas.

Foi entrevistada para a Folha de S. Paulo a propósito do Acordo Ortográfico. Elaborou um contributo para o grupo de trabalho parlamentar para avaliação do

impacto da aplicação do Acordo Ortográfico de 1990.

Foi responsável pela rubrica diária no Porto Canal, onde apresentou e esclareceu todas as dúvidas acerca do «Português Atual».

Em 2018, foi-lhe atribuída a medalha de mérito cultural pela Câmara Municipal de Gaia. É uma mulher dinâmica, sensível e cativante. Uma cidadã preocupada com a valorização cultural das gentes da sua terra, do seu país e do mundo.


Agenda
Ver mais eventos
Visitas
66,778,057