"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

O Hotel de Vidro

Um thriller, um drama familiar, uma história de fantasmas, um homicídio misterioso e uma análise das raízes problemáticas dos nossos tempos.

 

O HOTEL DE VIDRO:
UM DOS LIVROS PREFERIDOS DE BARACK OBAMA CHEGA ÀS LIVRARIAS PORTUGUESAS

Depois do sucesso com Estação Onze, o novo romance de Emily St. John Mandel foi considerado um dos melhores livros do ano 2020 por várias publicações, como a revista Time ou os jornais The New Yorker e The Washington Post, e personalidades, onde se destaca o ex-Presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama.

«Porque não engoles pedaços de vidro?»

Um recado misterioso, um hotel numa ilha remota, um esquema Ponzi, um navio, uma jovem empregada de bar, um executivo de transportes marítimos e um financeiro de Nova Iorque prendem-nos neste romance carregado de ganância, culpa, ambição e amor.

O Hotel de Vidro, um romance em que o suspense é atravessado por episódios de uma aparente leveza, chega às livrarias portuguesas a 21 de julho pela Editorial Presença.

 

Sinopse

Um enredo em que suspense, sobrevivência e culpa medem forças lado a lado com amor, desilusão e consequências absolutamente inesperadas.

Vincent é a bela empregada de bar do Hotel Caiette, um palácio de vidro e cedro na extremidade mais a norte da Ilha de Vancouver. Jonathan Alkaitis, um financeiro de Nova Iorque, é o proprietário do hotel. Quando entrega a Vincent o seu cartão de visita acompanhado de uma gorjeta, começa assim uma vida em conjunto.

Nesse mesmo dia, uma figura encapuçada escrevinha um recado na parede de vidro do hotel: «Porque não engoles pedaços de vidro?» Leon Prevant, executivo de transportes marítimos de uma firma chamada Neptune-Avramidis, vê o recado no bar do hotel e fica profundamente abalado. Treze anos mais tarde, logo após a implosão de um imenso esquema Ponzi em Nova Iorque, Vincent desaparece misteriosamente do convés de um navio da Neptune-Avramidis.

Cruzando as vidas destas personagens, O Hotel de Vidro alterna entre o navio, as torres de Manhattan e a natureza selvagem da região remota da Colúmbia Britânica, pintando um retrato avassalador de ganância e culpa, de fantasia e ilusão, de arte e dos fantasmas do passado.

 

Críticas

«O romance perfeito.»
The Washington Post

«O tema do que é ou não real - seja o amor, o dinheiro, os lugares ou a memória - está, desde sempre, no centro da ficção de Emily St. John Mandel. Imagens tão líricas quanto hipnóticas transportam-nos para uma espécie de presente alucinatório, em que ficamos suspensos perante todos os pormenores tão definidos e, no entanto, tão voláteis.»
Wall Street Journal

«Uma história fascinante sobre moral distorcida e vidas desreguladas. Uma leitura imersiva.»
The Economist

«Com uma escrita luminosa, Emily St. John Mandel mostra-nos quão facilmente caímos numa teia de consequências inesperadas. Memorável.»
Kirkus Reviews

«Notável. Uma obra-prima.»
NPR

«Nos livros de Emily St. John Mandel, o quotidiano encontra o extraordinário, como naquele momento em que uma pessoa normal para e se pergunta como chegou aqui.»
The New Yorker

«O mundo tem tanto de terrível como de belo, e isso é também o que vislumbramos neste livro.»
The Boston Globe

 

Sobre Emily St. John Mandel

Emily St. John Mandel é autora de cinco romances. O mais recente, O Hotel de Vidro, foi selecionado para a shortlist do Scotiabank Giller Prize, e está já traduzido em 20 línguas. O seu livro anterior, Estação Onze, também publicado em Portugal pela Editorial Presença, está editado em mais de 30 países, venceu o Arthur C. Clarke Award e foi finalista do National Book Award e do PEN/Faulkner Award.

A autora vive em Nova Iorque com o marido e a filha.

 

Acompanhe online todas as novidades da Editorial Presença:
www.presenca.pt
@editorial_presenca
facebook.com/presenca
twitter.com/Presenca

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
66,778,419