"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Escritora moçambicana Paulina Chiziane vence Prémio Camões

Paulina Chiziane é autora de "Balada de Amor ao Vento" e "Ventos do Apocalipse".


A escritora moçambicana Paulina Chiziane é a vencedora do Prémio Camões 2021, foi esta quarta-feira anunciado.

"No seguimento da reunião do júri da 33.ª edição do Prémio Camões, que decorreu no dia 20 de outubro, a ministra da Cultura anuncia que o Prémio Camões 2021 foi atribuído à escritora moçambicana Paulina Chiziane", refere um comunicado do gabinete de Graça Fonseca.

“O júri decidiu por unanimidade atribuir o Prémio à escritora moçambicana Paulina Chiziane, destacando a sua vasta produção e receção crítica, bem como o reconhecimento académico e institucional da sua obra."

O prémio também é justificado com a importância que Paulina Chiziane "dedica nos seus livros aos problemas da mulher moçambicana e africana".

"O júri sublinhou o seu trabalho recente de aproximação aos jovens, nomeadamente na construção de pontes entre a literatura e outras artes."

Nascida em Manjacaze, em 1955, Paulina Chiziane publicou o seu primeiro romance, "Balada de Amor ao Vento" em 1990, depois da independência de Moçambique, que é também o primeiro romance de uma mulher moçambicana.

"Ventos do Apocalipse", concluído em 1991, saiu em Maputo em 1995 como edição da autora e foi publicado pela Caminho em 1999.

Alguns dos seus livros foram publicados em Portugal e no Brasil, e estão traduzidos em inglês, alemão, italiano, espanhol, francês, sérvio, croata.


Lusa, Renascença | 20 de outubro de 2021
Notícia no âmbito da parceria Centro Nacional de Cultura | Rádio Renascença

Agenda
Teatro e Dança

Feira de Outubro

AMAS - Auditório Municipal António Silva 27 Nov   |  21h00

Concertos

Maria Reis

Teatro Viriato 27 Nov   |  21h00

Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
62,831,243
>