"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Estremoz celebra 100 anos do Teatro Bernardim Ribeiro

O Teatro Bernardim Ribeiro, que integra a Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses, pode vir a ter, no futuro, uma companhia de teatro residente.

Foto: DR


Espetáculos de teatro, música, cinema, dança, ópera e artes circenses preenchem, ao longo deste ano, a programação que assinala o centenário do Teatro Bernardim Ribeiro, em Estremoz, no distrito de Évora.

O Teatro Bernardim Ribeiro, propriedade do município, é um dos ex-libris da cidade e a principal sala de espetáculos do concelho, pelo que os seus 100 anos de existência vão ser comemorados com “toda a pompa e circunstância”, disse esta segunda-feira o presidente da autarquia, José Daniel Sádio.

Trata-se de uma sala de espetáculos que é “um orgulho” para a população do concelho de Estremoz e que tem “um potencial enorme, reconhecido nacional e internacionalmente”, realçou o autarca.

“Propomos uma programação de excelência”, com “espetáculos diversificados” e que “vão preencher todos os meses, para os estremocenses e não só, visto que é importante levar esta programação ao país e ao mundo”, argumentou.

O autarca explicou ainda que a programação não se limita ao espaço do teatro, estando agendadas iniciativas de rua, em vários espaços da cidade e nas freguesias do concelho.

Além disso, a câmara vai criar condições para que possam ser efetuadas visitas ao teatro centenário, acrescentou José Daniel Sádio, considerando que o melhor indicador da importância do espaço é dado pelos “grandes artistas” que atuam em Estremoz e que ficam “deslumbrados com a sala”.

No âmbito da programação cultural preparada pela câmara municipal, este mês de março é dedicado ao teatro, o de maio ao fado e o de outubro à música.

No capítulo teatral, este mês, estão previstos o teatro de revista “Velhas Gaiteiras”, pela Academia Sénior de Estremoz, no próximo fim de semana, o espetáculo de teatro “Mário”, pelo Coletivo Cultura Alentejo, nos dias 19 e 20, e uma residência artística com a atriz Susana Arrais, dias 26 e 27.

Pelo palco do Teatro Bernardim Ribeiro, ao longo do ano, vão passar, entre outros artistas, o cantor Vitorino, no dia 24 de abril, o fadista Camané, em maio, a pianista Marta Menezes, em outubro, e o cantor Paulo de Carvalho, em novembro.

Uma mostra de cinema português, em abril, um espetáculo de ópera, em maio, e diversos espetáculos no teatro em todas as freguesias do concelho são outras iniciativas incluídas no programa.

O aniversário do centenário do Teatro Bernardim Ribeiro, inaugurado a 22 de julho de 1922, vai ser comemorado um dia depois, a 23 de julho (sábado), com um espetáculo que se une à comemoração dos 35 anos de carreira do fadista José Gonçalez, de Estremoz, em que participa um grupo de fadistas convidados.

Um festival de acordeões, sessões de cinema, atuação de grupos musicais e de bandas filarmónicas, encontros de canto e música, cante alentejano, a estreia nacional da peça de teatro “Loucos por Amor” e a atuação da banda da PSP são outros atrativos previstos no programa comemorativo.

Segundo a autarquia, está ainda em desenvolvimento o projeto para uma futura companhia de teatro residente no Bernardim Ribeiro, numa parceria entre o município e a Associação Coletivo Cultura Alentejo, que tem como diretor artístico e encenador o ator Cláudio Henriques.

O Teatro Bernardim Ribeiro, assim denominado em homenagem ao poeta alentejano, está classificado como imóvel de interesse municipal, desde 1997, e integra a Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses (RTCP).


por Lusa e Renascença | 7 de março de 2022
Notícia no âmbito da parceria Centro Nacional de Cultura | Rádio Renascença

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
67,709,013