"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Novo romance da editora Velha Lenda promete apaixonar fãs de Colleen Hoover e Christina Lauren

Se é fã de uma boa história de amor, o próximo romance das Edições Velha Lenda, a nova editora tradicional portuguesa, é para si. 


“Até Onde as Ondas nos Levarem” de Andreia Ramos
, é uma sensível história que explora as fraquezas do ser humano e leva o leitor numa aventura realista e romântica, tendo como fundo Peniche e um imenso amor pelo mar e pelo surf. Tem um PVP de 19€, mas até dia 31 de março encontra-se em pré-venda no website da Velha Lenda com 15% de desconto. Os leitores das cópias avançadas classificaram a autora como uma “Colleen Hoover portuguesa” e a obra como “O Melhor Romance de 2022”.

“Para mim, a escrita é uma terapia, uma fuga à realidade e algo que me faz verdadeiramente feliz”, começa Andreia por explicar “Escrevo desde muito cedo, desde os meus doze anos. Comecei por publicar num blog, e a aceitação foi incrível. A ideia deste romance surgiu pois queria retratar uma história com personagens fortes, passada no nosso país, que é tão bonito, mas ao mesmo tempo criar algo que não fosse pesado e desse prazer aos leitores”.

Descrevendo a leitura como sexo para o cérebro, a editora Raquel Vicente concorda: “é um romance leve, sensível e inteligente, que tem a capacidade de nos prender do início ao fim.”

Do sonho para a realidade – os desafios do mercado literário em Portugal

Com outros livros que já teve no mercado, Andreia Ramos construiu um verdadeiro séquito de leitores leais que a tornou num sucesso de vendas contra todas as expectativas, especialmente dentro da comunidade digital. Foi com vinte e quatro anos que o seu talento natural despertou a atenção dos leitores como autora independente, traduzindo-se com milhares de livros vendidos. Sobre publicar em Portugal, a autora considera que “a maior dificuldade é a falta de apoio a novos autores nacionais. Tive editoras que nunca me deram resposta, e outras que responderam que, pelo simples facto de ser portuguesa, nem iriam considerar o meu manuscrito. Lançar livros em Portugal é um desafio enorme, e encontrar uma editora disposta a apostar em nós e no nosso talento é muito difícil”.

No entanto, a situação acabou por mudar e melhorar no início de 2022, aquando da assinatura de contrato com as Edições Velha Lenda. “Acredito que tudo acontece por um motivo, e que todo o meu trabalho de divulgação dos meus livros me trouxe aqui, ao lançamento do meu primeiro romance com uma editora que aposta verdadeiramente nos autores nacionais.”   

Sobre o melhor de ser escritora? A autora não hesita: “Tudo! O facto de podermos criar mundos e histórias e, de certa forma, torná-los reais. Sempre escrevi por mim, para mim, e sobre coisas que eu gostasse. Mas é incrivelmente gratificante quando expomos o nosso trabalho e vemos as outras pessoas apaixonarem-se por algo que criámos. Por uma história que deixa de ser apenas nossa, para se tornar também dos leitores”.

Andreia Ramos nasceu em 1995 e é natural de Moita, distrito de Setúbal. É licenciada em Relações Públicas e Comunicação Empresarial, e tem como paixão a escrita.

Agora, sob o selo das Edições Velha Lenda, a autora prepara-se para trazer ao mundo a sua mais recente obra, prometendo com ela conquistar os leitores nacionais.

Sobre a Edições Velha Lenda

A Edições Velha Lenda foi criada em plena pandemia e é uma editora tradicional portuguesa com uma aposta num catálogo diverso, que dá preferência ao Romance, Biografia e Ficção Especulativa exclusivamente de autores nacionais. Respeitando as necessidades do mercado atual, aposta em obras de qualidade, com temas atuais que vão de encontro às necessidades do leitor, e evitando a sobreprodução livreira.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
67,691,019