"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Esta Ferida Cheia de Peixes

Um romance comovente e admirável, Esta Ferida Cheia de Peixes, marca a estreia da jovem romancista colombiana, Lorena Salazar Masso. 


A obra leva-nos, rio acima, a percorrer a selva da Colômbia, tão magnífica quanto perigosa, numa jornada de reflexão sobre a beleza e a dor da maternidade e sobre a importância da sororidade, num mundo de violência. Depois de conquistar os leitores sul-americanos e europeus, Esta Ferida Cheia de Peixes chega agora a Portugal numa edição Guerra e Paz, com tradução de Luísa Mellid Monteiro, que inaugura, lado a lado com o romance canibal Mãe Para Jantar, do norte-americano Shalom Auslander, uma nova colecção de romances elegantes, intrigantes, extravagantes e sem fronteiras: os romances de guerra e paz.
 
O que é uma mãe? Uma mãe – diz-nos Esta Ferida Cheia de Peixes – é uma coisa que dói, é ferida e cicatriz, é fingir que vences o medo. Pungente, a obra de estreia de Lorena Salazar Masso, convida-nos a acompanhar, numa prosa comunicativa e num lirismo que criam uma atmosfera viciante, a jornada de uma mãe que, rio Atrato acima, se prepara para apresentar a criança negra que criou à sua mãe biológica.
 
Este é um livro que cheira a verdade, não só pelas apaixonantes descrições da selva colombiana, que despertam um sentimento profundo de pertença a uma paisagem, mas também pelas leituras políticas profundas. Um livro em que a violência e os conflitos sociais nos são contados a partir do ponto de vista de quem a sofre. Na obra, somos confrontados com a dificuldade de se ser mulher e mãe num mundo cheio de perigos em que ganha importância as relações de cumplicidade entre as mulheres nas comunidades rurais, assim como somos confrontados com a violência terrível da selva colombiana – grandemente inspirada no Massacre de Bojayá, de 2020, que vitimou dezena e meia de jovens, num ato de repressão descontrolada das autoridades locais.
 
Um fulgurante romance, Esta Ferida Cheia de Peixes oferece-nos um mundo por vezes sonhador, por vezes muito realista, em que a ternura das imagens toca o leitor, abrindo-lhe feridas difíceis de sarar. Desde a sua publicação, em 2021, o livro tem vindo a ser aplaudido quer pelos leitores sul-americanos e europeus quer pela crítica. A revista Vogue considera-o «um brilhante romance de estreia», a revista espanhola El Cultural chama-lhe um livro «surpreendente, repleto de sororidade e impressionante». Os elogios somam-se até entre os pares. A escritora espanhola Marta Sanz, vencedora do Prémio Herralde de Novela 2015, afirmou que «Lorena Salazar escreveu música e verdade. Um belo livro».
 
Agora, a obra chega finalmente a Portugal numa edição Guerra e Paz, com tradução de Luísa Mellid Monteiro, que inaugura, lado a lado com o romance canibal Mãe Para Jantar, do norte-americano Shalom Auslander, uma nova colecção de romances elegantes, intrigantes, extravagantes e sem fronteiras: os romances de guerra e paz. Esta Ferida Cheia de Peixes estará disponível, quer na rede livreira nacional quer nas plataformas de distribuição de ebooks, a partir do próximo dia 22 de março de 2022. 
 
romances de guerra e paz
Esta Ferida Cheia de Peixes
Lorena Salazar Masso
Ficção / Romance
144 páginas · 15x23 · 15,00 €
Agenda
Ver mais eventos
Visitas
67,691,528