"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Biografia de Fernando Pessoa por Richard Zenith finalista de prémio Pulitzer

Biografia de Fernando Pessoa por Richard Zenith foi amplamente elogiada pela crítica internacional e incluída em várias listas de melhores livros do ano da imprensa de língua inglesa.


O escritor e investigador Richard Zenith foi finalista do prémio Pulitzer, na categoria de Biografia, com “Pessoa. Uma Biografia”, foi agora anunciado.

O prémio, naquela categoria, foi conquistado pelo artista afro-americano Winfred Rembert (1945-2021), com o livro "Chasing Me to My Grave: An Artist's Memoir of the Jim Crow South”, tendo Janice B. Nimura sido a outra finalista com a obra "The Doctors Blackwell: How Two Pioneering Sisters Brought Medicine to Women and Women to Medicine".

Publicada, em inglês, em julho do ano passado, a biografia de Fernando Pessoa por Richard Zenith, que há décadas se debruça sobre a obra do poeta português, foi amplamente elogiada pela crítica internacional e incluída em várias listas de melhores livros do ano da imprensa de língua inglesa.

A versão portuguesa vai ser colocada à venda este mês, numa edição da Quetzal.

“Relativamente desconhecido em vida, Pessoa parecia destinado ao esquecimento literário quando o arco da sua vida após a morte se curvou, de maneira súbita e improvável, em direção à grandeza, com a descoberta de 25 mil documentos inéditos num grande baú de madeira. Baseando-se neste vasto arquivo de fontes, bem como em cartas familiares nunca publicadas, e astutamente colocando a vida do poeta contra as correntes nacionalistas da história europeia do século XX, Zenith por fim revela as verdadeiras profundezas da fértil imaginação de Pessoa e o seu génio literário”, pode ler-se na sinopse da obra publicada pela Liveright.

A editora norte-americana recordou que “da mesma forma que o Nobel José Saramago trouxe um único heterónimo à vida em ‘O Ano da Morte de Ricardo Reis’, Zenith traça as histórias de praticamente todas as personalidades imaginadas de Pessoa, demonstrando como eram projeções, ‘spin-offs’ ou metamorfoses do próprio Pessoa”.

Na britânica New Statesman, em agosto do ano passado, o filósofo John Gray não poupou elogios ao trabalho de Zenith: “O retrato de Pessoa e da sua vida é mais do que uma obra-prima da biografia literária. Com mais de mil páginas, nem uma delas é desperdiçada, um ‘tour de force’ da história cultural. […] Ao iluminar esta figura evasiva, Zenith criou um trabalho que é, em alguns aspetos, tão espantoso como os do próprio Pessoa”.

Um outro especialista em biografias, o norte-americano Benjamin Moser, escrevia no New York Times, em julho do ano passado, que “Pessoa, que teve poucas pessoas íntimas em vida, teve sorte em encontrar [em Zenith] este amigo póstumo”.

O escritor irlandês Colm Tóibín, na London Review of Books, em agosto de 2021, questionava: “Se nada de algum interesse alguma vez aconteceu a Pessoa, certamente que uma biografia deveria ser breve. Como poderá Zenith justificar escrever um livro que ultrapassa as mil páginas?”

A resposta pode ser encontrada no “posicionamento de Pessoa no contexto do que estava a acontecer em Lisboa na altura”.

“O retrato que emerge de Pessoa é o de uma figura solitária que, ainda assim, estava intensamente envolvida nas ‘cliques’ literárias e movimentos, com revistas, planeadas ou publicadas. De certa forma, o livro de Zenith torna Pessoa alguém menos autogerador e mais um estranho produto da vida portuguesa, a sua lassitude ganhando forma de uma incapacidade nacional de fazer muito, a sua energia escondida tendo origem em algo secreto e poderoso na cidade de Lisboa”, escreveu Tóibín, lembrando que Zenith também enfatizou o lado político de Fernando Pessoa.

Vencedor do Prémio Pessoa em 2012, o tradutor e crítico literário Richard Zenith, sediado em Lisboa, já havia conquistado um prémio PEN por Poesia Traduzida com “Fernando Pessoa and Co.: Selected Poems".


por Lusa e Renascença | 9 de maio de 2022
Notícia no âmbito da parceria Centro Nacional de Cultura | Rádio Renascença

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "SENTIMENTAL"

Em parceria com a PRIS Audiovisuais, oferecemos convites duplos para a antestreia da comédia espanhola "Sentimental" de Cesc Gay, que terá lugar no próximo dia 18 de maio em Lisboa e Gaia.  Participe e habilite-se a ser um dos felizes contemplados! 

Passatempo

Ganhe convites para o concerto de MARIO LUCIO E OS KRIOLS

Em parceria com o Auditório de Espinho, oferecemos convites duplos para o concerto que terá lugar no próximo dia 13 de maio (sexta-feira), às 21h30. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores apurados.

Visitas
66,679,990