"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Jô Soares (1938-2022)

O ator, humorista, escritor e diretor Jô Soares morreu na madrugada desta sexta-feira, aos 84 anos.


Jô Soares : humor e inteligência, seu modo de transmitir o ninho do real
Ficará para sempre entre nós, ajudando-nos a ter acesso ao fio áspero que liga verosimilhança e mundo, no afago único de uma gargalhada de asas.
Muito grata.
Teresa Bracinha Vieira



Notas  Biográficas
Filho do empresário Orlando Heitor Soares e de Mercedes Leal Soares, José Eugênio Soares nasceu em 1 de janeiro de 1938 no Rio de Janeiro e aos 12 anos foi viver com a família para a Europa, onde pensou em seguir a carreira diplomática.

Estreou-se no cinema e na televisão no final dos anos de 1950, como argumentista e ator, nomeadamente no Grande Teatro da TV-Tupi, atingindo sucesso maior cerca de dez anos depois quando chegou à TV Globo com o programa "Faça Humor Não Faça Guerra", de que era ator e autor.

O seu primeiro papel como ator foi em O Homem do Sputnik, filme de Carlos Manga de 1958. Três anos mais tarde, começou a trabalhar na TV Record, tendo atuado em programas como La Reuve Chic, Jô Show e A Família Trapo.

Portugal descobriu o autor de O Xangô de Baker Street em 1981, quando a RTP passou a transmitir o seu programa de humor Viva o Gordo!.

O seu percurso carreira como apresentador começou no SBT com o programa Jô Soares Onze e Meia, que esteve no ar entre 1988 e 1999. Em 2000, o humorista iniciou o seu programa mais famoso e o último da carreira, o Programa do Jô, que teve a última edição em 2016.

in Diário de Notícias | 5 de agosto de 2022
Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
69,374,781