"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

A oportunidade de ler Celan na íntegra

Com tradução e posfácio de Maria Teresa Dias Furtado, "Os Poemas" reúne, pela primeira vez em Portugal, toda a poesia do autor. 


Paul Celan,
«poeta judeu de língua materna alemã, oriundo de uma região outrora parte do Império Austro-Húngaro, e actualmente parte da Ucrânia, preconizava “uma linguagem mais cinzenta” para os poemas da sua actualidade, acabada de sair dos horrores do Holocausto e eivada de anti-semitismo». No volume Os Poemas reúnem-se, pela primeira vez em Portugal, todos os livros publicados em vida, o conjunto de mais de uma centena de poemas não incluídos e dispersos do seu espólio e, ainda, um ciclo fragmentário que o poeta não teve a oportunidade de terminar. Fruto de pesquisas e sucessivas traduções ao longo de 50 anos, Maria Teresa Dias Furtado dá-nos finalmente a oportunidade de ler Paul Celan na íntegra.

O livro já se encontra em pré-venda

S
OBRE O LIVRO

O REAL

Da cruz restou, como ar,
apenas a trave
transversal: coloca-se,
coloca-se invisivelmente diante
do mais fundo ventrículo: tu
lembras-te de ti própria,
ergues-te saindo da mentira —:
livre
de toda a angústia
respiras agora
e

falas.

Título: Os Poemas
Autor: Paul Celan
Tradução e posfácio: Maria Teresa Dias Furtado
N.º de Páginas: 1152
PVP: 49,00€
Coleção: documenta poetica

Ver primeiras páginas 

SOBRE O AUTOR
Paul Celan

Nasceu em Czernowitz (Bucovina, na Roménia) em 1920, de pais judeus-alemães. Em 1940, Czernowitz é ocupada pelos soviéticos e no ano seguinte pelas tropas alemãs e romenas. Em 1942, os seus pais são deportados para um campo de extermínio, onde morrem poucos meses depois. Apesar de ter sobrevivido ao Holocausto, Celan permaneceu preso, num campo de trabalho, até 1943, ano em que a Bucovina volta a ser tomada pelos soviéticos. Em 1945, parte para Bucareste onde se torna tradutor e leitor de uma editora e publica os seus primeiros poemas. Em dezembro de 1947, partirá para Viena, e um ano depois para Paris, onde se fixa e retoma os estudos (Germanística e Linguística). Entre 1950 e 1968, publica vários originais e traduções (Shakespeare, Henri Michaux, Paul Valéry, Pessoa, Mandelstam). Em 1969, um ano antes da sua morte, visita Israel. Suicida-se no Sena, um ano depois. 
Agenda
Passeios e Visitas

Itinerarium

Praça Municipal 24 Fev 2024  |  10h00

Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "NO WAY UP - SEM SAÍDA"

Em parceria com a Films4You, oferecemos convites duplos para a antestreia de um inquietante thriller, NO WAY UP - SEM SAÍDA, sobre luta pela sobrevivência depois da queda de um avião no Oceano Pacífico. Participe e habilite-se a ser um dos felizes contemplados!

Visitas
88,466,886