"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Porto Editora recorda Luis Sepúlveda no 24.º Correntes d’Escritas

Rosa Montero, Valter Hugo Mãe, Daniel Mordzinski, Rui Zink, Pedro Eiras, Rosa Alice Branco, Manuel Jorge Marmelo e Aurelino Costa são alguns dos autores do Grupo Porto Editora convidados do evento literário.

Pelo 14.º ano consecutivo, a Porto Editora e a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim desafiaram as turmas do 4.º ano de escolaridade do 1.º Ciclo do Ensino Básico de todo o país a escrever e ilustrar um conto infantil em língua portuguesa. Com o conto «O Baloiço», a turma do 4.º B da Escola Básica José Manuel Durão Barroso, em Armamar, foi a grande vencedora do Prémio Literário Luis Sepúlveda. Todos os contos a concurso foram construídos em torno das principais ideias da obra do escritor chileno, nomeadamente a amizade, a solidariedade social, a liberdade, o respeito pelo outro e/ou a defesa do ambiente. O prémio será entregue no dia 18, às 17:30, na sessão de encerramento do festival literário.

A decorrer até 18 de fevereiro, o Correntes d’Escritas evocará em distintas ocasiões o autor falecido em abril de 2020, cujo acervo bibliográfico (cerca de 3700 livros) será doado à cidade que, segundo Luís Diamantino (vice-presidente), "receberá, de braços abertos, a memória de Luis Sepúlveda" num espaço que replicará ao detalhe o escritório do autor e que terá curaduria do seu amigo de longa data, Daniel Mordzinski. Entre a programação do festival, destaque para o lançamento de Mundo Sepúlveda – com textos inéditos e dispersos do autor chileno e fotografias de Daniel Mordzinski –, numa sessão com a participação de Carmen Yáñez, viúva do homenageado, José Manuel Fajardo e Manuel Alberto Valente. Na mesma ocasião será dado a conhecer O Caçador Descuidado: Poesia Reunida (1967-2016), o culminar de uma carreira desconhecida até agora: a de Sepúlveda enquanto poeta. Esta é uma edição bilingue, com seleção e edição de Alejandro Céspedes, tradução de João Duarte Rodrigues e prefácio de José Luís Peixoto. A 20 de fevereiro, numa extensão do festival a Lisboa, ambos os livros serão apresentados no Instituto Cervantes.

No capítulo dos lançamentos de autores internacionais, destaque também para Rosa Montero, que levantará o véu sobre o seu novo livro, O perigo de estar no meu perfeito juízo. Uma obra perspicaz, tocante e bem-humorada que prova a capacidade extraordinária da autora espanhola de misturar ficção, autobiografia e ensaio, e que a própria confessa ser o livro da sua vida.

AUTORES PORTUGUESES COM NOVOS LIVROS

Entre os autores portugueses, há duas novas obras a serem apresentadas durante o certame. Bruno Paixão dará a conhecer Os segredos de Juvenal Papisco, o romance de estreia do autor vencedor do Prémio Literário Luís Miguel Rocha, cujo júri considerou abrir um capítulo de excelência no quadro da literatura contemporânea.

Aurelino Costa, poeta, intérprete-dizedor de poesia e uma das presenças mais assíduas no festival, apresentará o seu novo livro, Casa e Logradouro. Este é o 22.º título da coleção elogio da sombra, dirigida por Valter Hugo Mãe, que sobre a obra escreveu: «Tudo é demasiado real e a sua nostalgia apenas sublinha o quanto nos afastamos daquela que parece ser a nossa própria natureza.»

Presentes no Correntes d’Escritas em sessões com escolas, residências literárias, iniciativas paralelas, conversas e mesas de debate – tendo como ponto de partida versos da poeta Ana Luísa Amaral, publicada pela Assírio & Alvim – estarão também Maria Quintans, Karla Suárez, Pedro Eiras, Manuel Jorge Marmelo, Rosa Alice Branco, Rui Zink e Valter Hugo Mãe.

Manuel Jorge Marmelo, Maria Quintans, Ricardo Fonseca Mota e Teolinda Gersão revelarão as suas contribuições para o projeto Casa Vazia, resultante da experiência de oito escritores em confinamento, em 2021. Aurelino Costa e Rui Zink são dois dos autores que participaram na residência literária que deu origem ao livro d'escritas 1 dia II, que também será apresentado no festival.  

PARTICIPAÇÃO EM MESAS  

Rui Zink | Mesa 3 | «Sei somente de mim aquilo que me sonharam»
16 de fevereiro, 15:00, Cine-Teatro Garrett – sala principal

Rosa Alice Branco | Mesa 5 | «Pergunto: o que há num nome?»
17 de fevereiro, 10:00, Cine-Teatro Garrett – sala principal

Teolinda Gersão | Conversas Correntes | com Luís Caetano
17 de fevereiro, 12:00, Cine-Teatro Garrett – sala de atos

Rosa Montero | Mesa 6 | «O verbo no passado ainda fresco»
17 de fevereiro, 15:00, Cine-Teatro Garrett – sala principal

Manuel Jorge Marmelo | Mesa 7 | «Porque era este lugar que eu precisava agora»
17 de fevereiro, 17:00, Cine-Teatro Garrett – sala principal

Pedro Eiras e Valter Hugo Mãe | Mesa 10 | «Escrevo para a posteridade do que é nada»
18 de fevereiro, 15:30, Cine-Teatro Garrett – sala principal

Maria Quintans | Mesa 11 | «Tive um espelho em criança que me lembrava um rio»
20 de fevereiro, 18:30, Instituto Cervantes (Lisboa)  

Agenda
Música

Celebratorium

Museu Nacional da Música 8 Jun 2023  |  18h00

Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para o espetáculo "ARIEL - Mergulha nos teus sonhos"

Em parceria com Kelly Lisboa - Studio de Dança, oferecemos 3 convites duplos para este espetáculo de dança, canto e representação, no próximo dia 8 de junho, às 18h, no Teatro José Lúcio da Silva - Leiria. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores apurados.

Visitas
79,976,430