"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

"Kim": obra-prima de Rudyard Kipling

Uma obra magistral, que reúne história e ficção, humor e poesia, Oriente e Ocidente, Kim, o derradeiro romance de Rudyard Kipling, encena uma viagem iniciática que nos introduz a um mundo fascinante, perigoso, exótico e excitante, repleto de aventuras e espionagem a que se misturam as vivências do autor.

Mais de um século depois da sua publicação, Kim é agora recuperado pela Guerra e Paz, numa tradução de João Pedro Tapada, incluída na coleção «Admirável Mundo do Romance», que estará disponível, quer na rede livreira nacional quer no site da editora, a partir do próximo dia 7 de março de 2023.

Em 1901, Rudyard Kipling, um dos mais conhecidos escritores vitorianos e o mais jovem a receber um Prémio Nobel da Literatura, apresentava ao mundo Kim, o último dos seus romances, antes de se dedicar em exclusivo à poesia e ao conto. Na obra, acompanhamos Kimball O’Hara, um jovem órfão, nascido e criado na Índia britânica, que vagueia, em mendicância, pelas ruas de Lahore.

A vida de Kim muda quando, numa das suas deambulações, conhece um velho lama tibetano que irá acolhê-lo como seu discípulo e levá-lo consigo na sua procura por um rio místico. Muito mais do que uma viagem de descoberta, essa expedição irá revelar-se uma missão secreta que prefigura o futuro de Kim. Depois de concluir os seus estudos em Lucknow, patrocinados pelo lama, Kim irá tornar-se num espião ao serviço da coroa britânica e seguir de perto as movimentações russas na antiga colónia.

Num ambiente ora sedutor ora hostil, o protagonista irá debater-se, ao longo do seu crescimento, entre os valores da contemplação e de uma vida de ação que incontestavelmente o atrai, encerrando em si mesmo o contraste das culturas oriental e ocidental. No entanto, e segundo atesta Rachel Redford, do jornal britânico The Observer, «o verdadeiro protagonista desta aventura mágica é a índia em toda a sua vida fulgurante, mistério e beleza, realçada por uma narrativa cativante». Marca de Rudyard Kipling, que segundo Salman Rushdie «compreendeu a Índia como nenhum outro escritor ocidental». Para a revista literária norte-americana The Atlantic, esta é mesmo a melhor obra de Kipling, não sendo «facilmente comparável com a obra de qualquer outro homem; pois é da sua própria espécie e de um novo tipo de romance, mostrando a magnífica versatilidade do autor».

Admirável Mundo do Romance
Kim
Rudyard Kipling
Ficção / Romance
288 páginas · 15x23 · 18 €

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
92,445,676