"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Futebol e radicalização islâmica num thriller explosivo

A Porto Editora faz chegar às livrarias de todo o país A célula de Sheffield, um thriller explosivo que marca a estreia do antigo Secretário de Estado José Gomes Mendes na escrita de ficção.

Os leitores são convidados a acompanhar a história de Karim, um jovem egípcio votado à mesma pobreza que tantas crianças enfrentam nas ruas do Cairo, que tem no futebol a sua grande paixão e a porta para um futuro mais promissor. Apoiado por Islam, um ancião que o doutrina no extremismo islâmico, Karim passa pelo Al-Ahly do Egipto e ruma a Sheffield e ao sonho do futebol inglês. Mas a Irmandade Muçulmana tem outros planos para ele.

Fazendo uso de um vasto conhecimento do universo futebolístico (o autor foi presidente da Assembleia Geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional e também da AG do SC Braga) e do ambiente característico de cidades como o Cairo ou Sheffield, que conheceu nas viagens que já o levaram a mais de uma centena de países, José Gomes Mendes enriquece com informação rigorosa e fidedigna um livro que apresenta uma forte carga emocional, provocando empatia entre o leitor e as dúvidas e medos do protagonista.

SOBRE O LIVRO 

José Gomes Mendes oferece-nos um livro imperdível. Mostra-nos uma realidade que dá que pensar. Traça uma narrativa do terrorismo que mexe a sério connosco.

Luís Marques Mendes

José Gomes Mendes junta, de forma surpreendente, as vivências e sonhos do mundo do futebol com as ações e motivações de um movimento terrorista. Cria uma forte carga emocional à volta do jovem egípcio Karim, o protagonista, levando-nos a empatizar com as suas dúvidas e medos. Mais do que um bom thriller, este livro é um convite a refletirmos sobre a forma como olhamos para os outros.
Fátima Lopes

A célula de Sheffield

Karim tem o destino traçado, e não será diferente do de todas as outras crianças que, como ele, deambulam pelas ruas do Cairo.
É totalmente impossível escapar à pobreza em que vive.
Tudo muda quando se cruza com o ancião Islam, que o conduz pelo sinuoso caminho da doutrinação islâmica e da Irmandade Muçulmana. O talento futebolístico de Karim leva-o, com a ajuda do mentor, ao maior clube egípcio, e mais tarde até à cidade inglesa de Sheffield, em busca do sonho que poderá mudar a sua sorte.
Porém, uma vertiginosa espiral de acontecimentos depressa o envolve numa trama de ódio, traição e terror. A sua vida passa a nada valer.
Tudo em nome de Alá.

Ver primeiras páginas  

Título: A célula de Sheffield
Autor: José Gomes Mendes
PVP: 17,75€
Páginas: 308  

SOBRE O AUTOR

José Gomes Mendes
José Gomes Mendes nasceu em Braga e muito cedo partiu para Lisboa, onde viveu a sua juventude.
O destino fê-lo regressar às origens, tendo-se tornado professor catedrático da Universidade do Minho e presidente da Fundação Mestre Casais. Foi Secretário de Estado em dois governos de Portugal e exerceu funções em organizações internacionais, como a Comissão Europeia e a Transport Decarbonisation Alliance.
O gosto pela escrita nasceu das experiências vividas em viagens, que o levaram a quase uma centena de países em todos os continentes. É autor de obras de não ficção sobre cidades, destacando-se O Futuro das Cidades . Foi cronista no Jornal de Notícias e é, atualmente, cronista no Diário de Notícias. A célula de Sheffield é a sua estreia no campo da ficção. 
Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "ÉPOCA DE CAÇA"

Em parceria com a Films4You, oferecemos convites duplos para a antestreia da hilariante comédia francesa, "ÉPOCA DE CAÇA", sobre um casal que se muda para o campo e descobre que os vizinhos usam o jardim como campo de caça, desencadeando uma guerra entre vizinhos!

Passatempo

Ganhe convites para a peça "23 SEGUNDOS"

Em parceria com o CENDREV - Centro Dramático de Évora, oferecemos convites duplos para a peça "23 Segundos", pela Comuna Teatro de Pesquisa. Tratando-se embora de ficção, a ação inspira-se numa situação verídica ocorrida na Cadeia do Forte de Peniche, na primeira metade dos anos 50, durante a ditadura do Estado Novo. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
93,059,496