"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Bordalo II leva a exposição “Bicho Homem” ao Brasil

Usina Luis Maluf apresenta “Bicho Homem” de Bordalo II. 

É a primeira exposição do artista no Brasil.

Após o sucesso de "Evilution", a segunda exposição a solo de Bordalo II em Lisboa que aconteceu no final de 2022 e contou com mais de 85.000 visitantes em apenas dois meses, Bordalo II prepara agora a sua primeira exposição a solo no Brasil, "Bicho Homem". Na Usina Luis Maluf, em São Paulo, estarão patentes cerca de quarenta obras inéditas, já a partir desta terça-feira, 28 de março.

Nos seus trabalhos, Bordalo II adopta sempre uma abordagem crítica do consumo excessivo das sociedades atuais e "Bicho Homem" explora este tema, focando-se nas consequências destas dinâmicas de consumo. Para além do peso ambiental, há também um enorme impacto na organização do espaço - as cidades – e no papel que cada um de nós ocupa nesse espaço. As cidades tornaram-se epicentros de desigualdade e conflito.

Bordalo II reflete exatamente sobre como tal desigualdade pode resultar na destruição da paz e do equilibrio, o que tem um alcance global perigoso e pode comprometer o retorno a um caminho harmonioso entre os bichos e os seres humanos.

O artista, que retrata animais nas suas obras, revela que tenta escolher aqueles com os quais não estamos tão habituados a conviver e por isso mesmo nos fascinam e impressionam. Partindo dessa ideia, questiona: “Quando pensamos nestes animais, somos imediatamente remetidos para um universo mais puro e natural – aquele que no nosso imaginário nos aparece espontaneamente como o lugar natural dos animais. Se aplicarmos essa mesma perspectiva à raça humana, qual será o ambiente que lhe é mais natural, onde o homem existe de forma mais pura? Aquele onde o homem permaneceu mais próximo da natureza e vive em maior harmonia com ela – como acontece ainda com alguns povos indígenas - ou aquele que, contrariando a natureza, a sua e a do planeta, habita uma realidade artificial que construiu para si e da qual se tornou escravo? Quando olhamos para as cidades modernas a realidade é bem mais complexa. Longe da natureza a dualidade resume-se muitas vezes aos que têm e aos que não têm: aos que têm trabalho, casa, acesso à educação e à saúde, dinheiro, estabilidade e a possibilidade de pensar num futuro e realizá-lo, e aos que nada têm e cuja existência é esculpida pela ausência de possibilidades, os que não têm o direito de escolher o que querem ser e como querem viver. A estes últimos resta-lhes sobreviver. Esta luta diária faz da cidade não um local de desenvolvimento, progresso e bem estar, mas um lugar hostil, de opressão e violência. Longe da natureza, os mais frágeis são renegados pela própria espécie e remetidos para uma ‘sub-existência’ onde são equiparados às pragas das cidades - são os BICHOS.”

Para o galerista Luis Maluf à frente da Usina e, igualmente, da organização desta mostra, é um momento importante para o cenário das artes no país. “A ideia de trazer Bordalo II para a sua primeira exposição individual no Brasil vem de querer apresentar o artista ao mercado e público brasileiros. Não apenas com a sua mostra na Usina Luis Maluf, mas também com uma série de obras que estão a ser produzidas”, explica Maluf acerca dos inumeros murais e esculturas de Bordalo II, que estão distribuídas pela capital paulista e em outras cidades como Valinhos, interior de São Paulo e no Rio de Janeiro. Entre os locais escolhidos, o bairro da Lapa apresenta a obra Half Preguiça.

A obra em questão faz jus aos ideais do artista, explica Luis: “a pesquisa do Bordalo tem como principal discurso o consumo desenfreado, assim reutiliza materiais descartáveis para discutir questões ambientais que são de extrema importância para o mundo. Todas obras e murais feitos pelo artista durante as suas vindas ao Brasil foram garimpados em cooperativas de reciclagem ao redor da Usina, na Barra Funda e no Estado de São Paulo. Com isso, conseguimos juntar para o artista cerca de três toneladas de material para suas produções.” Maioritariamente, as obras são produzidas com objetos em plástico e madeiras desperdiçadas mas também conseguimos identificar outros materiais como cordas e redes de pesca, mangueiras, peluches, entre outros.

Assim, o visitante poderá conhecer ou revisitar o trabalho de Bordalo II que, para além das cerca de 40 obras, trará uma escultura autoportante, algumas em vídeo e outras com elementos esculpidos em cerâmica. De forma geral, são todas compostas por objetos descartados, organizados de maneiras diferentes e que criam texturas e contextos diferenciados consoante a mensagem mais específica que o artista quer passar ou consoante a série em que cada peça se insere.

Exposição BICHO HOMEM

Abertura 28 de março
Horário da abertura 19h às 22h
Local Usina Luis Maluf
Endereço R. Brg. Galvão, 996 - Barra Funda, São Paulo - SP, 01151-000
Período expositivo 29 de março a 3 de maio de 2023
Horário de funcionamento segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados, das 11h às 17h (fecha aos domingos e feriados)

 

Siga Bordalo II
Site  Facebook | Instagram



Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "ÉPOCA DE CAÇA"

Em parceria com a Films4You, oferecemos convites duplos para a antestreia da hilariante comédia francesa, "ÉPOCA DE CAÇA", sobre um casal que se muda para o campo e descobre que os vizinhos usam o jardim como campo de caça, desencadeando uma guerra entre vizinhos!

Passatempo

Ganhe convites para a peça "23 SEGUNDOS"

Em parceria com o CENDREV - Centro Dramático de Évora, oferecemos convites duplos para a peça "23 Segundos", pela Comuna Teatro de Pesquisa. Tratando-se embora de ficção, a ação inspira-se numa situação verídica ocorrida na Cadeia do Forte de Peniche, na primeira metade dos anos 50, durante a ditadura do Estado Novo. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
93,062,565