"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

A história secreta da rede de cunhas e favores do Estado Novo

Salazar Confidencial é uma grande investigação do jornalista Marco Alves.

Pedidos de cargos, favorecimentos ou até ajuda para resolver questões com amantes: foram milhares as cartas que António de Oliveira Salazar recebeu durante os anos em que governou o país e que revelam uma rede de influências até agora desconhecida. Salazar Confidencial é o primeiro grande trabalho de análise e estudo de um arquivo onde constam mais de seis mil nomes e setenta mil folhas de carta, cartões, relatórios, fotografias e outros documentos. Da autoria de Marco Alves e publicada pela Ideias de Ler, esta obra chega às livrarias de todo o país no dia 18 de maio de 2023.

Entre ministros, deputados, amigos, familiares, juízes, padres, militares e muitos mais, encontram-se mensagens de diversas figuras que a história esqueceu, mas também de outras que celebrizou, como Humberto Delgado, ou que continuaram a ser figuras destacadas após a queda do regime. Estes documentos expõem a proximidade e intimidade de um regime sustentado em cunhas e favores e mostram que Salazar, para além de ter usado os privilégios do cargo em benefício próprio, acedeu a um grande número dos pedidos que recebeu, deitando por terra a reputação de político ético e rigoroso que construiu e que foi mantida até à atualidade.

Enquanto a mão visível da máquina do Estado exercia a opressão sobre a população e ferramentas como a censura ou a polícia política serviam o propósito de manter o regime, esta mão invisível usava a mesma máquina para, contornando as regras impostas pela própria, resolver os problemas do Presidente do Conselho de Ministros e dos que lhe estavam próximos. Este livro é, assim, um mergulho na vida privada do regime que, quase 50 anos após o seu fim, continuava por se descobrir. 

SOBRE O LIVRO
Salazar Confidencial
Durante quatro décadas, António de Oliveira Salazar recebeu milhares de cartas de amigos, familiares, ministros, padres e figuras ilustres da elite do Estado Novo. Mendigavam ao presidente do Conselho favores, ajudas e cunhas para obterem um cargo, uma promoção, uma casa em Lisboa ou uma palavra de Salazar para intervir em todo o tipo de problemas, incluindo em processos judiciais e em casos de crime, violência e adultério envolvendo figuras notáveis da sociedade.
É a primeira vez que toda a correspondência particular enviada a Oliveira Salazar é tratada para um livro, numa investigação exaustiva sobre 2446 processos individuais, de onde se analisaram 70243 páginas de cartas, relatórios, currículos e fotografias.
Os documentos mostram os surpreendentes bastidores do Estado Novo, expondo a intimidade de um regime sustentado em cunhas e favorecimentos pessoais. 

Título: Salazar Confidencial
Autor: Marco Alves
Páginas: 372
PVP: 19,99€

Ver primeiras páginas  

SOBRE O AUTOR

Marco Alves
É jornalista, nasceu em 1977 e vive em Lisboa. Está desde 2011 na revista Sábado, onde atualmente escreve sobre política nacional e temas relacionados com o exercício de cargos políticos: corrupção, endogamia, contratação pública, peculato e tráfico de influências. É autor de vários artigos sobre António de Oliveira Salazar e o Estado Novo. Escreve semanalmente sobre livros no Jornal de Negócios. 

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "ÉPOCA DE CAÇA"

Em parceria com a Films4You, oferecemos convites duplos para a antestreia da hilariante comédia francesa, "ÉPOCA DE CAÇA", sobre um casal que se muda para o campo e descobre que os vizinhos usam o jardim como campo de caça, desencadeando uma guerra entre vizinhos!

Passatempo

Ganhe convites para a peça "23 SEGUNDOS"

Em parceria com o CENDREV - Centro Dramático de Évora, oferecemos convites duplos para a peça "23 Segundos", pela Comuna Teatro de Pesquisa. Tratando-se embora de ficção, a ação inspira-se numa situação verídica ocorrida na Cadeia do Forte de Peniche, na primeira metade dos anos 50, durante a ditadura do Estado Novo. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
93,061,067