"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

O pavilhão inglês de Joana Vasconcelos será "a primeira obra-prima alegre do século XXI"

A artista portuguesa ergueu um pavilhão revestido a cerâmica na propriedade dos Rothschild em Inglaterra. Bolo de Noiva pode ser visto a partir de 18 de junho em Waddesdon Manor.

  O pavilhão Bolo de Noiva, uma estrutura em três andares e com 12 metros de altura feito em peças de cerâmica_Cortesia Waddeson Manor O pavilhão está situado na propriedade da família Rothschild, Waddesdon Manor_Cortesia Joana Vasconcelos Joana Vasconcelos com Lord Rothschild_Cortesia Joana Vasconcelos Interior do pavilhão_Cortesia Joana Vasconcelos O pavilhão é inteiramente coberto por peças cerâmicas, de azulejos a esculturas_Cortesia Joana Vasconcelos

É verdade que o jornal The Guardian gosta de antecipar a História e fez uma lista com as melhores 25 obras de arte do século XXI logo no final da primeira década. Citámo-la aqui em abril a propósito da inauguração em Coimbra da exposição do artista islandês Ragnar Kjartansson que traz a Portugal o vídeo The Visitors, a obra que ocupou o primeiro lugar da lista do século. A propósito do mesmíssimo século XXI, um dos críticos de artes visuais, o veterano Jonathan Jones, escreveu esta terça-feira uma crítica em que considera que a obra inaugurada pela artista portuguesa Joana Vasconcelos em Inglaterra, na propriedade dos Rothschild em Buckinghamshire, “pode ser a primeira obra-prima sinceramente alegre do século XXI”.

Para que não restem dúvidas, a crítica ao pavilhão Bolo de Noiva, uma estrutura em três andares e com 12 metros de altura feito em peças de cerâmica que pode ser vista a partir de 18 de junho, recebeu cinco estrelas de Jones, a pontuação máxima para uma artista nem sempre bem-amada pela crítica nacional. “Esta torre cuidadosamente trabalhada no bosque de Lord Rothschild é kitsch e bonita — com cobertura glacé, golfinhos, putti, sereias e cupidos em cores pastel nítidas. Que obra-prima absurda!”

Jones vê Bolo de Noiva como uma folie no jardim, com a sua tradição na história da arquitetura paisagista, e também uma piada à natureza extravagante da propriedade de Lord Rothschild, Waddesdon Manor, coroada por um castelo francês construído no cume de uma colina, construído por Ferdinand de Rothschild no século XIX para albergar a sua coleção de arte, que recebeu a rainha Vitória e que hoje organiza casamentos.

A obra não é a primeira encomenda feita a Joana Vasconcelos pelos Rothschild e perto do novo pavilhão é possível desfrutar de Lafite (2015), que pertence à série dos secadores de garrafas, uma declinação da obra de Marcel Duchamp aqui com as garrafas Château Lafite Rothschild produzidas pela família, um dos vinhos mais caros do mundo.

A artista está num momento especialmente produtivo e feliz. Inaugurou recentemente na Sainte-Chapelle, em Vincennes, nos arredores de Paris, outra obra monumental, desta vez uma árvore com 14 metros de altura e composta por mais de 140 mil folhas bordadas. Intitulada Árvore da Vida, poderá vir a ser mostrada em Lisboa, ao contrário do pavilhão inglês. Talvez a tempo da antológica que está agendada para o MAAT, o museu da EDP junto ao Tejo, no próximo outono, onde poderemos confirmar a aparente boa forma da artista.


por Isabel Salema in Público | 6 de junho de 2023
Notícia no âmbito da parceria Centro Nacional de Cultura | Jornal Público 

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "ÉPOCA DE CAÇA"

Em parceria com a Films4You, oferecemos convites duplos para a antestreia da hilariante comédia francesa, "ÉPOCA DE CAÇA", sobre um casal que se muda para o campo e descobre que os vizinhos usam o jardim como campo de caça, desencadeando uma guerra entre vizinhos!

Passatempo

Ganhe convites para a peça "23 SEGUNDOS"

Em parceria com o CENDREV - Centro Dramático de Évora, oferecemos convites duplos para a peça "23 Segundos", pela Comuna Teatro de Pesquisa. Tratando-se embora de ficção, a ação inspira-se numa situação verídica ocorrida na Cadeia do Forte de Peniche, na primeira metade dos anos 50, durante a ditadura do Estado Novo. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
92,931,740