"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

"2720" de Basil da Cunha no Festival Internacional de Cine de Gijón

A curta-metragem de ficção 2720, de Basil da Cunha, está selecionada para a Competição Internacional do 61.ª edição do Festival Internacional de Cine de Gijón, onde fará a sua estreia em Espanha.

Jyzone acaba de sair da prisão. Encontrou um novo emprego, mas as pessoas com quem se cruza a caminho do trabalho correm o risco de o fazer chegar atrasado ao seu primeiro dia. Através de um retrato coreográfico e poético, delineado por um hábil trabalho de câmara, Basil da Cunha explora o violento bairro da Reboleira, em Lisboa, com a participação dos seus habitantes.

Realizada por Basil da Cunha, com produção da Filmaporto - film commission e coproduzido por Edgar Medina (Arquipélago Filmes), 2720 (2023, Portugal / Suíça, FIC, 25 min) explora a vida no perigoso bairro da Reboleira, em Lisboa. Comissionada e coproduzida pelo Batalha Centro de Cinema, a curta-metragem ganhou o Prémio do Público no festival Curtas Vila do Conde 2023 e foi selecionada para as competições internacionais dos festivais Visions du Réel e International Short Film Festival Oberhausen.

Para Basil da Cunha, realizador suíço de origem portuguesa, cujo trabalho foi apresentado em Cannes, o filme é uma oportunidade "para viver um lugar e o seu tempo, mas também para descobrir a riqueza de cada uma das personagens que encontramos no nosso caminho". É a apresentação de um lugar que é também "um retrato onde a ficção e a realidade coabitam de uma forma estranhamente poética", ao mesmo tempo que colide com o desfecho trágico de uma vida fora da lei, com as violentas rusgas policiais que ecoam ao longo do filme.

2720| Festival Internacional de Cine de Gijón 


 Basil da Cunha
Realizador suíço de origem portuguesa, Basil da Cunha nasceu em 1985. Paralelamente aos seus estudos em ciências políticas e sociologia, realizou várias curtas-metragens de produção própria antes de co-fundar a Thera Production. Em 2009, iniciou a sua formação em cinema na Universidade Head, em Genebra. No seu primeiro ano, Basil realizou o filme "A Côté", que foi nomeado para o Prix du Cinéma Suisse 2010 e recebeu o Prémio de Melhor Filme Nacional no Curtas Vila do Conde 2010. No final de 2010, filmou "Sunfish" em Lisboa. Este filme foi apresentado na Quinzaine des Réalisateurs (Cannes) em 2011. Em 2014, Basil da Cunha realizou "Nuvem Negra", um filme experimental no âmbito da Bienal da Imagem em Movimento (Genebra). A sua mais recente longa-metragem, "O Fim do Mundo", teve a sua estreia mundial em Locarno e foi exibida noutros festivais de prestígio, como Busan, Milão e São Paulo. Foi premiado em Les Arcs e Valladolid antes de ganhar o prémio de melhor fotografia no Prix du Cinéma Suisse em 2020.

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites duplos para o espetáculo "City of Glass"

Em parceira com o Auditório de Espinho, oferecemos convites duplos para o concerto de Daniel Bernardes Trio & Coro Ricercare que terá lugar no próximo dia 2 de março (sábado), às 21h30. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "NO WAY UP - SEM SAÍDA"

Em parceria com a Films4You, oferecemos convites duplos para a antestreia de um inquietante thriller, NO WAY UP - SEM SAÍDA, sobre luta pela sobrevivência depois da queda de um avião no Oceano Pacífico. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
88,963,011