"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Um dos livros que mudou a humanidade

Os sonhos nunca mais foram os mesmos depois de Sigmund Freud. Com os estudos de Freud, a humanidade mudou radicalmente: o que provoca os sonhos? Como funcionam? O que têm eles a dizer sobre a nossa consciência?

As respostas a estas e muitas outras questões estão no ensaio Sobre os Sonhos, de Sigmund Freud. Publicado pela primeira vez em 1901, trata-se de uma versão mais concisa, mas rigorosa, que o neurologista e psiquiatra austríaco fez de A Interpretação dos Sonhos, considerado por muitos como o texto mais importante da história da psicanálise e, na opinião do autor, o seu melhor livro. Em Sobre os Sonhos, Freud apresenta-nos os sonhos como uma pista para o nosso inconsciente e uma forma de resolução de desejos, sentimentos e conflitos reprimidos, sem esquecer os sonhos das crianças, e a análise dos símbolos oníricos e dos mecanismos de censura e recalcamento. Um livro para todos, Sobre os Sonhos tem agora uma nova edição em português, traduzida por João Germano, que chega à rede livreira nacional com a chancela da «Crisântemo».

Depois de várias hesitações, Sigmund Freud decidiu, em 1901, apresentar uma versão concisa da monumental Interpretação dos Sonhos. Mesmo temendo que a nova versão fizesse baixar as vendas da primeira, Freud queria que a sua teoria, que abriu as portas ao nascimento da psicanálise, chegasse ao grande público. E foi isso que fez. Em Sobre os Sonhos podemos encontrar tudo aquilo que precisamos de saber sobre a análise dos sonhos, e as formas como estes transfiguram coisas e pessoas para que possamos ter consciência dos desejos reprimidos e conseguir perceber melhor as nossas mentes. «No estado de sono, a relação entre a força das duas instâncias [o consciente e o inconsciente] modifica?se de tal modo que o que foi reprimido já não pode ser completamente retido.»
 
Afirmando que «o trabalho do sonho não é um trabalho criativo, não desenvolve fantasias próprias, não faz julgamentos e não tira conclusões», Freud aborda também os sonhos das crianças, na maioria dos casos «significativos e não enigmáticos», por se tratarem de «simples e indisfarçáveis realizações de desejos». Uma análise que, explica o autor, representa «um prelúdio indispensável para a investigação da psicologia dos adultos.»
 
E, como não poderia deixar de ser, Freud não deixa de fora a sexualidade, realçando o erotismo que palpita nos nossos sonhos, nem a delicada arte de interpretar os símbolos oníricos. «Armas afiadas, objectos longos e rígidos, como troncos de árvores e paus, representam o genital masculino; enquanto armários, caixas, carruagens ou fornos podem representar o útero […] Além disso, um grande número de símbolos oníricos são bissexuais e podem relacionar?se com os órgãos genitais masculinos ou femininos, consoante o contexto.»

Sobre os Sonhos
Sigmund Freud
Não-Ficção / Desenvolvimento Pessoal
96 páginas · 15x23· 14 €

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "ÉPOCA DE CAÇA"

Em parceria com a Films4You, oferecemos convites duplos para a antestreia da hilariante comédia francesa, "ÉPOCA DE CAÇA", sobre um casal que se muda para o campo e descobre que os vizinhos usam o jardim como campo de caça, desencadeando uma guerra entre vizinhos!

Passatempo

Ganhe convites para a peça "23 SEGUNDOS"

Em parceria com o CENDREV - Centro Dramático de Évora, oferecemos convites duplos para a peça "23 Segundos", pela Comuna Teatro de Pesquisa. Tratando-se embora de ficção, a ação inspira-se numa situação verídica ocorrida na Cadeia do Forte de Peniche, na primeira metade dos anos 50, durante a ditadura do Estado Novo. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
93,061,706