"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Conferências

Cem anos de ensaísmo: de António Sérgio à atualidade

Este é o primeiro de um Ciclo de Seminários que visa revisitar criticamente um género literário e filosófico marcante na modernidade.

23 Nov   |  15h00

Online


E ao mesmo tempo refletir sobre um pensamento muito significativo neste campo, iniciado em Portugal com os Ensaios I (1920) de António Sérgio, com prolongamentos e divergências que se desenvolveram até à atualidade. Que conceitos e práticas ensaísticas  têm coexistido na cultura portuguesa? Começamos pelo caso de David Mourão Ferreira, que neste campo dialogou intensamente com Sérgio.

Em 1920, António Sérgio escreveu no prefácio ao primeiro volume dos seus Ensaios: «A despeito da diversidade dos seus assuntos, todos os ensaios deste volume têm um único objectivo: a busca da orientação mais verdadeira, e por isso mais fecunda, nos problemas de que depende o ressurgimento da nossa grei». Dele mais tarde dirá tratar-se de um «livro de pedagogia social e política». Além de atitude mental que com insistência procurou caracterizar, para Sérgio o ensaio foi uma forma privilegiada de mediação entre o saber crítico e a opinião pública - isto é de demopedia.

Programa
15h00
 Sérgio Campos Matos (FLUL) - Apresentação e moderação
15h15 Paula Morão (FLUL): David Mourão-Ferreira - O ofício crítico
15h45 Discussão
16h00 Romana Valente Pinho (Universidade de Uberlândia): Ciência e Educação de António Sérgio: Uma aproximação a Jean-Jacques Rousseau
16h30 Discussão
16h45 João Príncipe (Uevora): A filosofia em Ensaios I
17h15 Discussão final
17h45 Encerramento dos trabalhos

Comissão Nacional
Fernando Catroga, Sérgio Campos Matos, Norberto Cunha, Carlos Morais, João Príncipe

(https://videoconf-colibri.zoom.us/j/8046418405 //  ID da reunião: 804 641 8405)

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para o concerto de Théo Ceccaldi e Roberto Negro

Ceccaldi e Negro são duas estrelas em ascensão no panorama do jazz europeu e sobem ao palco do Auditório de Espinho no dia 27 de novembro (sexta-feira), para um concerto muito especial. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores! 

Visitas
55,203,963
>