"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Concertos

10 anos da Orquestra Municipal Geração da Amadora em concerto

Sob direção musical de Sandra Martins, 50 jovens sobem a palco para celebrar a música e uma década de trabalho desenvolvido.

28 Jul   |  19h00

Fundação Calouste Gulbenkian
Av. de Berna, 45A, 1067-001 Lisboa

 

A Orquestra Municipal Geração da Amadora (OMGA) celebra, no dia 28 de julho, às 19h, o seu 10º aniversário com um concerto comemorativo no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian.

A OMGA demonstra os resultados da Orquestra Geração, um projeto que utiliza a música como elemento para a integração e sucesso pessoal e escolar de muitas crianças e jovens que, ao longo da escolaridade, vão mudando atitudes e descobrindo novos interesses. Alguns destes jovens descobrem a sua vocação no projeto, seguindo percursos académicos e profissionais no mundo da música.

“Neste concerto celebramos a música que nos tem unido, músicos e público, numa cumplicidade que esperamos manter e aprofundar nos anos vindouros. Iremos passar por obras que a orquestra tem no seu repertório desde sempre e obras que vai executar pela primeira vez, no âmbito da música de feição erudita, do séc. XVIII ao séc. XX, mas também de outros contextos musicais, que esperamos que sejam do agrado do público, em especial dos mais jovens” adianta a Drª Helena Lima, Vice-Presidente da Orquestra Geração.

Constituída no concelho da Amadora, a OMGA é composta pelos jovens dos núcleos das três escolas no concelho da Amadora que acolhem a Orquestra Geração, designadamente o Agrupamento de Escolas Miguel Torga, Agrupamento de Escolas Almeida Garrett e Agrupamento de Escolas Pedro D’Orey, e conta com o financiamento do BNP Paribas.

Sobre a Orquestra Geração:
Considerada entre as 50 melhores práticas de inclusão e desenvolvimento, de toda a União Europeia, em 2013 e 2014, e recetora da medalha de ouro das comemorações dos 50 anos da Declaração Universal dos Direitos da Humanidade, atribuída pela Assembleia da República em 2018, a Orquestra Geração, criada em 2007, é um projeto de cariz social para jovens que visa formar, promover a inclusão social e fomentar o desenvolvimento pessoal e comunitário dos mesmos através da música.

Em pouco mais de dez anos, a Orquestra Geração cresceu e reúne mais de 2000 crianças e jovens, distribuídos pelos concelhos de Amadora, Almada, Vila Franca de Xira, Lisboa, Oeiras, Loures, Sesimbra e Coimbra. Este ano iniciou, em Tondela e Castanheira de Pera, o projeto Comunidades Geração, apoiado pelo POISE, pela Câmara

Municipal de Tondela e Câmara Municipal de Castanheira de Pera, Associação D. Pedro V, Conservatório de Coimbra e Orquestra Clássica do Centro.

Para conhecer mais sobre o projeto da Orquestra Geração, visitar o website: orquestra.geracao.aml.pt 

Programa:
1) Fanfarra para sopros - M. Van Delft
Passacaglia - G. F. Handel (arr. Robert S. Frost)
Concerto para 2 violoncelos, 1º and - Antonio Vivaldi, solistas a designar
O Rapto do Serralho, Abertura - W. A. Mozart (arr. Richard Mayer)
Pássaro de Fogo, Berceuse e Finale - Igor Stravinsky (arr. Jack Bullock)
Sinfonia nº 1, 3º and. - Gustav Mahler (arr. Richard Meyer)
Os Flintstones - W. Hanna; J. Barbera e H. Curtis (arr. Bob Cerulli)
Indiana Jones (Raiders March) - John Williams (arr. Paul Lavender)
Mamma Mia - Benny Anderson, Stig Anderson; Bjorn Ulvaeus (Arr. Phillippe)

Extras:
Chamambo - Manuel Artés
Sol di manhã - Paulino Vieira (arr Carlos Garcia)
Ritmos Ciganos - Carlos Garcia

Agenda
Exposições

"Gyres"

Galeria Zé dos Bois 16 Set a15 Nov

Ver mais eventos
Visitas
61,329,458
>