"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Cinema e Vídeo

100 anos de "Os Fidalgos da Casa Mourisca" celebrados na Cinemateca

A partitura original do compositor Armando Leça (1891-1977), propositadamente escrita para o filme mudo português"Os Fidalgos da Casa Mourisca" (Georges Pallu, 1920), será interpretada ao vivo pelos Solistas da Metropolitana na Cinemateca, assinalando o centenário da estreia deste filme.

16 Out   |  17h00

Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema
Rua Barata Salgueiro, 39, 1269-059 Lisboa


A partitura de Armando Leça foi reconstituída por uma equipa de musicólogos da NOVA FCSH, no contexto de um projeto de investigação do Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md).

Trata-se da continuação de uma parceria estabelecida em 2019 entre a Cinemateca, a Orquestra Metropolitana de Lisboa e a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, através do INET-md, e agora renovada com mais dois parceiros – o Coliseu do Porto e a Ágora – Cultura e Desporto E.M. – tendo como objetivo a reconstituição, interpretação ao vivo e gravação das três partituras originais compostas por Armando Leça para filmes da Invicta Film: A ROSA DO ADRO (G. Pallu, 1919), apresentada em 2019 e já editada em DVD pela Cinemateca; OS FIDALGOS DA CASA MOURISCA (G. Pallu, 1920), apresentado este mês; e AMOR DE PERDIÇÃO (G. Pallu, 1921), que será apresentado no próximo mês de novembro, com a participação especial de Nicholas McNair.

No mesmo dia, às 16h, na Livraria Linha de Sombra, será lançado o DVD do filme A ROSA DO ADRO (G. Pallu, 1919), primeiro volume da coleção DVD de filmes da Invicta Film editada pela Cinemateca. O DVD inclui a gravação da partitura original de Armando Leça interpretada pelos Solistas da Metropolitana, assim como mais dois filmes da Invicta, FREI BONIFÁCIO e BARBANEGRA, ambos com música original composta e interpretada por Filipe Raposo. 

Programa musical 
Música para o filme OS FIDALGOS DA CASA MOURISCA, de Georges Pallu (1920)
Compositor: Armando Leça (1891-1977) 
Transcrição e edição: Bárbara Carvalho (CESEM - NOVA FCSH)
Revisão: Manuel Deniz Silva (INET-md - NOVA FCSH)
Adaptação da partitura à cópia existente do filme: Bárbara Carvalho e Manuel Deniz Silva

Solistas da Metropolitana:
Filipe Freitas: oboé
Alexêi Tolpygo, José Teixeira: violinos
Irma Skenderi: viola
Ana Cláudia Serrão: violoncelo
Vladimir Kouznetsov: contrabaixo
Coral Tinoco: harpa
Paulo Oliveira: piano
Cesário Costa: direção musical 

OS FIDALGOS DA CASA MOURISCA
de Georges Pallu
com Pato Moniz, Erico Braga, Mário Santos, Duarte Silva, António Pinheiro
Portugal, 1920 - 195 min (a 18 imagens por segundo) / mudo, com intertítulos em Português
com música ao vivo pelos Solistas da Orquestra Metropolitana de Lisboa
Cópia DCP 2K (nova digitalização a partir de elementos de imagem preservados pela Cinemateca)

O mais longo filme mudo português e, provavelmente, o seu maior sucesso comercial, a primeira adaptação de um romance de Júlio Dinis ao cinema contou igualmente com a primeira interpretação diante das câmaras da Invicta Film de Pato Moniz, um conhecido ator do Teatro Nacional, depois de o consagrado Eduardo Brazão ter recusado o mesmo papel. António Pinheiro, professor de teatro na Escola da Arte de Representar e aqui também no seu primeiro papel para a Invicta, orgulhou-se mais tarde de ter sido confundido com um verdadeiro lavrador durante a rodagem do filme. 

OS FIDALGOS DA CASA MOURISCA serão apresentados numa nova cópia digital de alta-definição, a que será mais tarde acrescentada a gravação em estúdio da partitura de Armando Leça. Em 2022, esta versão sincronizada poderá ser apresentada em projeções públicas em salas equipadas com sistemas de projeção de cinema digital (DCP) e será também editada em DVD.

>> BILHETES

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para o documentário "À SOLTA NA INTERNET"

Em parceria com a Zero em Comportamento, oferecemos 10 convites duplos para assistir ao chocante documentário de Barbora Chalupová & Vít Klusák, que lança uma luz sobre a questão da exploração online de crianças. Habilite-se e... boa sorte! 

Passatempo

Ganha convites para a antestreia do filme "UMA PAIXÃO SIMPLES"

Em parceria com a PRIS Audiovisuais, oferecemos convites duplos para a antestreia do romance "Uma Paixão Simples" (Passion Simple) de Danielle Arbid baseado na obra de Annie Ernaux. As antestreias terão lugar no próximo dia 27 de outubro (quarta-feira), em Lisboa e Gaia. Participe e habilite-se a ser um dos felizes contemplados!  

Visitas
61,985,808
>