"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Concertos

Fábrica do Samba com Tércio Borges & Democratas do Samba

Fábrica do Samba com Tércio Borges & Democratas do Samba, grupo que reúne brasileiros e portugueses em roda de samba, acontece todos os domingos, das 17 às 23h, na Fábrica Braço de Prata, em Lisboa.

24 Out   |  17h00

Fábrica Braço de Prata
R. Fábrica de Material de Guerra 1, 1950-128 Lisboa
 
Sabe bem um samba de raiz com bambas que entendem do assunto: Tércio Borges e Democratas do Samba reúnem-se todos os domingos, a partir das 17h, na Fábrica Braço de Prata para apresentar o que há de melhor neste género musical. São dez músicos, sendo seis brasileiros e quatro portugueses, que fazem com amor o genuíno samba de raiz na esplanada coberta do emblemático espaço em Marvila.

A Fábrica do Samba está sob a batuta do cantor, compositor e cavaquinista brasileiro Tércio Borges, considerado como “Embaixador do Samba em Portugal”, país em que vive há 20 anos. Fundou o Democratas do Samba há uma década, e no decorrer deste tempo o grupo fez longas temporadas no Teatro do Bairro e no Espaço TMN em Lisboa, algumas com participações de grandes artistas como Diogo Nogueira e do saudoso Jair Rodrigues. Tércio é sócio e diretor musical do Bartô, parte do Chapitô. Ele foi o fundador do Clube do Choro de Lisboa e é conhecido também por atuar ao lado de grandes nomes do samba, como Martinho da Vila, Dona Ivone Lara, Velha Guarda da Mangueira e João Nogueira, entre muitos outros.

Tércio Borges & Democratas do Samba é a evolução natural das rodas de samba de fundos de quintal, dos pagodes domingueiros, de uma saudável amizade musical: além de Tércio Borges (voz e cavaquinho), a roda conta com Susana Ayash (voz), Márcio Lima (flauta), Mário Marques (bateria), Paulo Soromenho (surdo e cuíca), Tiago Oliveira (repique de mão), Emile Pereira (pandeiro), Rafa Brides (violão 7 cordas), Jesse Oliveira (tantan) e Chora (repinique).

No alinhamento, os craques tocam clássicos do samba como As rosas não falam, de Cartola; Argumento, de Paulinho da Viola; Deixa a vida me levar, de Zeca Pagodinho; A batucada dos nossos tantans, do grupo Fundo de Quintal e Acreditar, de Dona Ivone Lara, entre outros êxitos.

A não perder a feijoada (não incluída no valor de entrada) e os quitutes da Lucinha, preparados especialmente para o evento.
Agenda
Teatro e Dança

Feira de Outubro

AMAS - Auditório Municipal António Silva 27 Nov   |  21h00

Concertos

Maria Reis

Teatro Viriato 27 Nov   |  21h00

Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
62,831,380
>