"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Cinema e Vídeo

EROSÃO, uma longa metragem a eclodir de um Projeto Comunitário

Impulsionado pela companhia EnfimTeatro e a S.R. Cepanense, do concelho de Fafe, o filme EROSÃO resulta do Projeto Comunitário homónimo que tem a comunidade fafense como protagonista.

13 Nov   |  21h30

Teatro Cinema de Fafe
Rua Monsenhor Vieira de Castro 4820-115 Fafe
 
Em profundo compromisso com as suas metamorfoses, linguagens, hábitos e tradições, o projeto estabeleceu como pilares fundamentais à sua estrutura termos como: viagem, emigração, esperança e utopia, não esquecendo a paisagem, o património (material e imaterial), as pessoas, enfim, a Cidade. Desenvolvida em co-produção com Foto Joelito e Pixel Produções, a longa metragem resulta de uma rede cultural alargada através da parceria e colaboração entre diversas comunidades, coletividades e grupos representantes de diferentes freguesias do concelho de Fafe, multiplicando deste modo o número de recursos, agentes intervenientes, comunidades envolvidas e ampliando as fronteiras das suas consequências e a diversificação de caminhos, e, naturalmente, de sentidos.

O Projeto Comunitário Erosão foi um espaço de re-criação humana, de re-encontro social, de amadurecimento crítico; foi a oportunidade para problematizar e descomplexar, dialogar e escutar. Estamos diante de um Projeto que, em tempo algum, se propôs oferecer receitas; antes sim, dispôs-se ao acolhimento do outro; foi, por isso, uma experiência que colocou em perspetiva o real, jogando; foi uma tomada de consciência coletiva: não foi um lugar onde se fizeram considerações, mas onde se observou, se escutou, se atuou.

Inspirado no exto dramático ‘Terra Firme’, de Miguel Torga, EROSÃO retrata a longa e penosa espera de um filho há vinte anos ausente. António, o pai, acha-se perdido num mar de emoções contrárias, às portas da loucura, vagueando entre memórias, medos, paixões e desejos, esperando ansiosamente o regresso do filho. Nas suas mãos, nas da sua esposa Guilhermina – mãe adiada – e nas da noiva Maria, arrefece o vazio e mirra a esperança. Quando virá esse desconhecido que paira em todo o lado como um fantasma?

Estamos perante um trabalho planeado, suportado e executado, todo ele, por não-atores e elementos que pela primeira vez experimentaram determinados meios técnicos e materiais, pessoas que nunca haviam conhecido o caminho de aproximação, senão em sonho, à ideia de um filme. A orientação do projeto esteve a cargo de uma equipa de profissionais e contou com a parceria do Município de Fafe, juntando mais de duzentos participantes e duas dezenas de instituições.

EROSÃO é o reflexo de um longo caminho, um percurso de democratização e encontro, um projeto inteiramente aparentado com a das palavras sociedade, cultura, política. Mas também, e indissociavelmente, da palavra crítica.

EROSÃO em a sua estreia marcada para dia 13 de novembro, pelas 21H30, no Teatro Cinema de Fafe.

Agenda
Teatro e Dança

Feira de Outubro

AMAS - Auditório Municipal António Silva 27 Nov   |  21h00

Concertos

Maria Reis

Teatro Viriato 27 Nov   |  21h00

Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
62,830,897
>