"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Outras

Das estátuas vivas ao rock, do cinema à recriação de rua, e muito mais nos 50 anos de Abril em Tomar

Tomar continua a celebrar com grande relevância os 50 anos do 25 de Abril e os seus valores, sendo que alguns dos momentos mais significativos destas comemorações vão decorrer, naturalmente, entre o próximo fim-de-semana e o seguinte. Assim, entre 20 e 27, haverá momentos alusivos todos os dias, para além das diversas exposições que já foram abrindo desde o início do mês.

1 Abr a 30 Abr 2024

Tomar

Um dos dias mias especiais será mesmo sábado, 20, com as ruas do centro histórico a acolherem, a partir das 15h30, uma Arruada Poética, ao mesmo tempo que, na Praça da República, serão recriadas imagens icónicas do 25 de Abril através de estátuas vivas, numa iniciativa do coletivo “A Nova Geração”, promovido pelos Selway Statues. São os Quadros de Abril que voltarão à Praça no domingo, 21 e, em número mais reduzido, no dia 25, sempre entre as 15h30 e as 18 horas.

Paralelamente, às 16 horas de dia 20, abre a Exposição da Assembleia Municipal de Tomar sobre o 25 de Abril, com trabalhos dos alunos do concelho, na Casa Manuel Guimarães.

E às 21h30, o Cine-Teatro Paraíso recebe mais um grande espetáculo: a versão rock/coral, com o Coro Misto Canto Firme e outros músicos, da “Epopeia” da Filarmónica Fraude, obra que ficou para a História como o primeiro álbum rock conceptual de originais em português, publicado em 1969, e de que o agora maestro António Sousa (que dirigirá o coletivo de quarenta músicos) era um dos autores e intervenientes.

Na segunda-feira, 22, pelas 15h30, decorrerá a abertura de mais uma exposição na Biblioteca, desta vez “Construir a paz com valores de Abril”, do Conselho Português para a Paz e Cooperação. Na terça, 23, será exibido o filme de Rui Simões "Primeira Obra”, com a presença do realizador, às 19 horas, no Cine-Teatro.

E chegamos à véspera do grande dia, que será assinalada, a partir das 21h30 de quarta-feira, com a “Revolução 74/24”, um espetáculo multidisciplinar para celebrar os 50 anos do 25 de Abril nas ruas da cidade, envolto em música e teatro, com um relato atual e contemporâneo da História mais recente de Portugal. Um verdadeiro espetáculo de e para a comunidade tomarense, com encenação de Hélder Gamboa e produção de A Tenda, Musicamera, coletividades e comunidade tomarense. Para esta recriação, será necessário um número elevado de figurantes, pelo que continuam abertas as inscrições para todos os voluntários interessados, os quais devem inscrever-se pelo e-mail cultura@cm-tomar.pt ou pelo telefone 249 329 876.

No dia do cinquentenário, o auditório da Biblioteca Municipal recebe, pelas 16 horas, a sessão solene da Assembleia Municipal de Tomar comemorativa dos 50 anos de liberdade, o momento institucional mais importante destas iniciativas. Paralelamente, estarão em exibição no local "Cartazes de Abril", dez dos cartazesmais emblemáticos do 25 de Abril, que fazem parte do espólio documental à guarda da Biblioteca Municipal de Tomar.

Pelas 19 horas, será a vez de o Cine-Teatro acolher o espetáculo “Revolução que foste minha”, uma coprodução A Tenda e Musicamera, na qual se aborda a emancipação cultural, sexual e política no feminino, em torno do 25 Abril de 1974, a partir de textos de “Retrato de um amigo enquanto falo”, de Eduarda Dionísio, das “Novas cartas portuguesas”, de Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa e de outros textos contemporâneos.

Na sexta-feira, dia 26, pelas 21h30, também no Cine-Teatro, “Canta-me como foi… há 50 anos! - Era uma vez o 25 de Abril”. Uma criação conjunta dos Agrupamentos de Escolas Nuno de Santa Maria e de Ferreira do Zêzere, com a participação do Agrupamento Gil Pais, de Torres Novas, e inspirado no livro “Era uma vez o 25 de Abril!” de José Fanha, que celebra a Democracia através do poder da palavra, do audiovisual, da dança e da música. Com a participação do Centro de Formação Artística da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais, da Universidade Sénior de Tomar, da Fundação Maria Dias Ferreira, dos Jardins-Escolas João de Deus de Tomar e da Sociedade Banda Republicana Marcial Nabantina.

Finalmente, no sábado, 27 de Abril, decorrerá das 11h00 às 18h00, na Praça da República, o Doce Passeio Doce, mostra e venda de doces, encerrando as comemorações às21h30, no Cine-Teatro Paraíso, com o concerto “Viver Abril” que junta a Banda Filarmónica Gualdim Pais e o Qu4rteto Tomar-lhe o Gosto.

Entretanto, continuam abertas ao público as exposições “Cartazes de Abril” (nas montras dos estabelecimentos comerciais da Corredoura); “Abril em Tomar: História Local, Global, Atual”, um trabalho documental de João Paulo Pedro, investigador do Techn&Art do Instituto Politécnico de Tomar (na Casa Vieira Guimarães); “Horizonte Revelado”, sobre Alves Redol, escritor de raízes tomarenses e que chegou a morar no concelho (na Biblioteca Municipal) e “Rostos de Abril”, trabalhos de crianças e jovens do concelho (também na Biblioteca Municipal). 

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "A ARCA DE NOÉ - A AVENTURA"

Em parceria com a Films4You, oferecemos Convites Família (3 bilhetes por convite) para a antestreia do filme de animação "A Arca de Noé - A Aventura". Uma abordagem divertida a uma das histórias mais icónicas e conhecidas de sempre, com humor e personagens adoráveis à mistura! 

Visitas
91,084,320