"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

O Anti-Americanismo em Questão, por Nicolas de Santis, Ian Lesser, Bruno Cardoso Reis, Mark Heller, M. R. de Moraes Vaz E Mario Telò

Relações Internacionais; Divergência Ideológica; Políticas Externas; Relações Euro-Americanas; Opinião Pública

No início do milénio – e especialmente depois do 11 de Setembro – Europa e os EUA entravam em discórdia numa série de questões essenciais para o futuro do sistema internacional: de Kioto até a OMC, passando pelo TPI. O conflito no Afeganistão levou a que, de novo, se vissem nas capitais europeias manifestações contra uma ação militar norte-americana. Aproveitando a presença de uma série de especialistas internacionais na XIX Conferência Internacional de Lisboa, nesta mesa redonda procurou esclarecer-se se o antiamericanismo está de volta às Américas e à Europa, se ele nunca deixou de existir, ou se já não existe e estes factos nada tem que ver com ele.

Data 2001-12-01
OBS SANTIS, Nicolas de; LESSER, Ian; REIS; Bruno Cardoso; HELLER, Mark; VAZ, M.R. de Moraes & TELÓ, Mario. "O Anti-Americanismo em Questão". Mundo em Português: Lisboa. IEEI. Nº 27 (2001). págs.
Dimensão do suporte 6 págs.
Idioma Português