"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Centros Históricos

Centro Histórico de Salvaterra do Extremo

Distrito: Castelo Branco
Concelho: Idanha-A-Nova

Igreja da Misericórdia de Salvaterra do Extremo - Fachada principal (MRamalho, 2016)
Tipo de Património
Centros Históricos
Descrição


No extremo da linha fronteiriça, localização que a identificação toponímica preserva, teve foral dado por D. Sancho II em 1229, e posteriormente, em 1510, foral novo outorgado por D. Manuel I. Foi sede de concelho até ao séc. XIX, altura em que se integrou no de Idanha-a-Nova.

A rua Direita, de entrada da vila ao sítio do desmoronado castelo, com as travessas envolventes, é o espaço agregador onde se erguem a Igreja matriz e a Igreja da Misericórdia, monumentos de certa dimensão e de grande qualidade artística na fachada e no interior. A antiga casa da Câmara com a sua torre sineira e o Pelourinho com escudo, armas reais e representação da Cruz de Malta são também elementos de destaque que se integram na harmonia do conjunto da povoação.

Nos arredores destacam-se ainda a velha torre fazendo frente à castelhana Penã Fiel, a Capela de Nossa Senhora da Consolação (ermida localizada à entrada, evocando a protecção da Virgem em relação a uma praga de gafanhotos e local de realização da festa do Bodo no segundo domingo depois da Páscoa), o aqueduto com chafariz coroado pelas armas reais, as ruínas da Capela de S. Pedro e a calçada romana (vestígios da via integrada no itinerário regional que ligava Mérida à Egitânia - Idanha-a-Velha).

Marcada pelas tradições ancestrais a produção artesanal local é rica, nomeadamente o trabalho de rendas de agulhas e a gastronomia é célebre pela doçaria que enriquece os festejos do Natal e da Páscoa.

O cenário envolvente é paradisíaco com paisagens serenas, alternadas com grandes fragas sobre o rio Erges, e percorridas por espécies animais raras, com destaque para as águias reais, as cegonhas e as lontras do rio.

A economia local, outrora ligada ao contrabando fronteiriço (café, tabaco, arroz), reduz-se hoje essencialmente à agricultura com base na produção de cerais, à pastorícia e à pecuária.

Fonte de informação
CNC / Patrimatic
Data de atualização
30/03/2022
Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "BANDIDO"

Em parceria com a PRIS Audiovisuais, oferecemos convites duplos para a antestreia do novo filme de Allan Ugar, que terá lugar no próximo dia 3 de outubro, em Gaia e Lisboa. Participe e habilite-se a ser um dos felizes contemplados!  

Visitas
70,591,299