"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Ambiente e Natureza

Tapada de Mafra

Tipo de Património
Ambiente e Natureza
Proprietário/Instituições responsáveis
Cooperativa de Interesse Público de Responsabilidade Limitada
Descrição


A Tapada que se encontra incluída numa área de 20 km², é murada em todo o seu perímetro e tem diversas entradas, respetivamente: Mafra, Paz, Murgeira, Codeçal, Gradil e Vermelha. A Tapada é constituída pelo Cerco e pelas Tapadas de dentro, do meio (ou do Barracão) e de fora, dividas por muros de pedra solta. O Cerco é formado por um bosque, onde se abrem amplas ruas, com jardins; inclui um grande lago e um recinto de recreio fradesco, o jogo da bola, com assentos de mármore. Na tapada do meio existem duas nascentes de águas medicinais.

O visitante que entrar pelos portões de Mafra (primeira tapada) pode admirar do seu lado esquerdo, lagares, abegoarias e estábulos; e, do lado contrário, um belo jardim com tanques estufas e nora. Próximo, seguindo pela chamada estrada da Matinha, pode ver-se o Hipódromo da Escola de Tiro, e um pouco mais distante, situado num vale, a Horta dos Frades, com diversos jardins e uma nascente com excelente água. Outro ponto interessante, que fica junto, é a Casa do Eco.

No lugar do Celebredo, envolto em exuberante vegetação está o Chalet de El-Rei, pequena construção onde era costume repousar e fazer festins após as caçadas ali realizadas. É, ainda dado a apreciar a quem visita a Tapada, diversos chafarizes, lagoas e belos panoramas, especialmente na sua maior cota - o Espaldão.

Criada para lazer da Família Real, a área foi aos poucos caindo no abandono, até que, D. Fernando II, em 1840, a recuperou, fazendo dela uma Granja modelo. Um pouco mais tarde, em 1853, a Tapada voltava a ser abandonada, tornando a ser cuidada após a entrega aos Serviços Florestais.

Dispõe de uma rica vegetação, constituída por pinheiros bravos e mansos, eucaliptos, azinheiras, zambujeiros, choupos e sobreiros. Alberga espécies cinegéticas: gamos e veados, javalis, raposas, etc.

Em Junho de 1994 foi inaugurada a Escola Nacional de Falcoaria da Tapada de Mafra, passando a Tapada a possuir várias espécies de aves de rapina, designadamente, o bufo real, o bútio, o falcão peregrino, a águia de asa redonda e a águia calçada. Esta escola é o resultado da colaboração entre a Empresa Nacional de Desenvolvimento Agrícola e Cinegético (ENDAC), concessionária da zona de caça da Tapada de Mafra, e o Centro Falco.

Está instalada nesta Tapada, a Escola Prática de Infantaria e os Serviços de Remonta do Exército.

Flora predominante
Pinheiro bravo, Pinheiro manso, Eucalipto, Azinheira, Zambujeiro, Choupo, Sobreiro
Fauna predominante
Aves: Perdiz, Bufo Real, Bútio, Falcão Peregrino, Águia de Asa Redonda, Águia Calçada.
Mamíferos: Corso (Cervus capreolus), Gamo, Veado, Javali, Raposa (Canis vulpes), Coelho Bravo, Lebre
Morada
Tapada Nacional de Mafra, Portão do Codeçal
2640-602
Mafra
Telefone
261 817 050
Fax
261 814 984
Fonte de informação
CNC / Patrimatic
Data de atualização
14/03/2022
Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para a antestreia do filme "BANDIDO"

Em parceria com a PRIS Audiovisuais, oferecemos convites duplos para a antestreia do novo filme de Allan Ugar, que terá lugar no próximo dia 3 de outubro, em Gaia e Lisboa. Participe e habilite-se a ser um dos felizes contemplados!  

Visitas
70,590,068