"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Personalidades

João Mota

Distrito: Santarém
Concelho: Tomar

Tipo de Património
Personalidades
Biografia

João Mota nasceu em Tomar, a 22 de Outubro de 1942. Começou a trabalhar como actor com apenas 8 anos na Emissora Nacional. Em 1957, ingressa na Companhia Amélia Rey Colaço-Robles Monteiro no Teatro Nacional onde se torna profissional e permanece 10 anos. No mesmo ano é uma das primeiras caras a surgir na RTP. No ano de 1967 transita para o Teatro da Trindade onde é dirigido por Ribeirinho para, no ano seguinte, se juntar a Laura Alves numa «tournée» por África intervindo em peças como A flor do cacto e A casa das cabras. Até 1971, dedica-se à aprendizagem num curso para actores ministrado por Adolfo Gutkin na Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa e, em Paris, frequenta o Centro Internacional de Pesquisa Teatral, sob a direcção de Peter Brook. A partir de 1971, inicia a sua carreira docente que mantém até hoje, na Escola de Teatro do Conservatório Nacional de Lisboa. Ao mesmo tempo, é fundador do grupo Os Bonecreiros que se viria a fundir num novo grupo de teatro: A Comuna. É nesta companhia que João Mota fica, também até à actualidade, desenvolvendo a sua carreira teatral como intérprete e encenador em peças dos mais variados autores: Gil Vicente; José Gomes Ferreira; Jorge de Sena; Berthold Brecht; António José da Silva; Evguéni Schwartz; Albert Camus; Abel Neves, entre muitos outros. Paralelamente ao teatro, João Mota iniciou a sua carreira cinematográfica em 1960, sendo de destacar a sua actuação em A promessa, de António Macedo, e em O mal amado, de Fernando Matos Silva.

Fonte de informação
CNC / Patrimatic
Data de atualização
20/01/2016
Agenda
Ver mais eventos
Visitas
54,080,471
>