"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Património Material

Palácio Ficalho

País: Portugal
Distrito: Beja
Concelho: Serpa

Tipo de Património
Património Material
Classificação
Monumento Nacional
Proteção Jurídica
Decreto n.º 6/2007, DR, 1.ª série, n.º78, de 20-04-2007
Identificação Patrimonial
Monumento/Edifício
Proprietário/Instituições responsáveis
Patrimonium - Gestão e Promoção de Bens Culturais
Descrição


A histórica propriedade em Serpa abre ao público em 2021. São 600 anos de história conservados até hoje pela mesma família. Um projeto de renovação expande o património a todos.

O extraordinário Palácio Ficalho, em Serpa, Monumento Nacional desde 2007, entra numa nova fase em 2021 com a abertura ao público a partir de 22 de maio. São quase 600 anos de história de um espaço mantido até hoje na mesma família, os Mello.

A vida renovada do Palácio Ficalho acontece em torno de três eixos – visitas, eventos e alojamento/residências –, implementados de forma faseada. O primeiro, visitas guiadas (por marcação), avança agora, resultante de uma parceria com a Patrimonium. Todos os detalhes em https://patrimonium.pt/palacioficalho

O processo de recuperação começou ainda no século XX, pelas mãos de António Martim de Melo (1916-1990), 4.º marquês de Ficalho, e sua esposa Maria das Dores Eça de Queirós (1918-2004, neta do escritor), quando o palácio e o seu jardim foram alvo de obras de restauro que valeram em 1984 o prémio do Institut International des Châteaux Historiques.

A história começa no século XV, quando João de Mello, futuro copeiro-mor do rei D. Afonso V, foi nomeado em 1442 fronteiro, e depois alcaide-mor, de Serpa, e senhor da Quinta de Ficalho. Por esta altura existia já uma edificação primitiva nas muralhas, onde ele e sua família residiram, razão pela qual o palácio é também conhecido como Casa do Castelo. Entre os mais notáveis descendentes está o botânico e literato Francisco Manuel de Melo Breyner (1837-1903), 4.º conde de Ficalho, membro do grupo Vencidos da Vida–ao qual pertenceu Eça de Queirós, seu amigo.

O palácio foi edificado na segunda metade do século XVII por vontade dos irmãos Pedro e Martim Afonso de Mello (m.1684), bispo da Guarda. O projeto arquitetónico é atribuído a Mateus do Couto, Sobrinho (m.1696, sucessor de seu tio nos cargos de Arquiteto das Ordens Militares e Engenheiro Régio), que desenhara a Igreja do Salvador e os retábulos da Igreja de Santa Maria de Serpa, panteão dos Mello.

O edifício e seu conjunto é um dos melhores testemunhos de uma residência palaciana do século XVII português. O presente projeto exprime a vontade antiga de Matilde Maria de Mello e suas filhas de partilhar com o público um fascinante património material e imaterial.

Modo de funcionamento
Visitas sob marcação:
visitas@patrimoniumcultural.pt
Morada
Praça Condes de Ficalho
Serpa
Data de atualização
24/05/2021

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para o filme "MELHORES AMIGAS"

Em parceria com a Zero em Comportamento, oferecemos 5 bilhetes duplos para ver o FILME DO MÊS, no próximo dia 10 de dezembro (sábado), pelas 18h00, na Biblioteca de Alcântara.Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Passatempo

Ganhe convites para o espetáculo VIGNETTE

Em parceria com o Auditório de Espinho, oferecemos convites duplos para o evento que terá lugar no próximo dia 9 de dezembro (sexta-feira), pelas 21h30. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
73,335,285