"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Museus, Bibliotecas e Arquivos

Cabo Verde & a Música – Museu Virtual

Tipo de Património
Museus, Bibliotecas e Arquivos
Proprietário/Instituições responsáveis
Gláucia Nogueira
Descrição


Um mergulho no universo musical cabo-verdiano em toda a sua complexidade. Práticas musicais de Cabo Verde, ou não. Em Cabo Verde, ou em outros lugares. Praticadas por cabo-verdianos onde quer que estejam. E por outros, que se deixaram envolver. Personagens, instrumentos, histórias, memórias, documentos, expressões musicais, danças, livros, discos, letras, músicas, fotos, vídeos… 
Preservar a memória para poder contar a História.

Conheça o Projeto

Cabo Verde & a Música - Museu Virtual surge na sequência de Cabo Verde & a Música - Dicionário de Personagens, da autoria de Gláucia Nogueira. O livro foi editado em 2016, após cerca de 20 anos de trabalho. Tem 672 páginas e abrange 964 personagens, entre grupos, compositores, intérpretes, professores, regentes de banda e outros.

Ao longo desses anos de trabalho, outras obras foram publicadas e muito material foi recolhido e pode agora ser partilhado via museu virtual. Esses documentos existem em diferentes formatos: áudio, vídeo, texto, fotos, imagens diversas, o que justifica este projeto multimédia. Por outro lado, a veiculação online desses conteúdos permite alcançar pessoas distantes de Cabo Verde geograficamente mas próximas pelos seus interesses e afinidades.

Justificativa

Nos últimos anos, os museus de modo geral passaram de propostas baseadas quase exclusivamente em coleções tangíveis, em que se exibem objetos, em direção a novas práticas que abrangem o patrimônio imaterial/intangível (práticas, representações, expressões e conhecimentos que comunidades e grupos reconhecem como parte de sua herança cultural).[1]

Além disso, reconhecendo o quanto a criatividade contribui para a construção de sociedades abertas, inclusivas e plurais, a Unesco aponta que a integração do património cultural com a atividade criativa lança as bases para a construção de sociedades do conhecimento dinâmicas inovadoras e prósperas.[2]

Essas práticas que surgiram a partir de mudanças de paradigma sobre a atividade museológica, refletem-se no museu virtual. Este é um recurso que tem a virtude de, além de simplesmente mostrar determinados conteúdos, propõe diferentes formas de aprendizagem, estimula a participação em atividades interativas, ao mesmo tempo que aposta em facetas lúdicas que favorecem a difusão do conhecimento.

Podemos penetrar num museu virtual pelo site de um museu físico ou por um portal cultural. Ele pode surgir-nos num computador, tablet ou num smartphone. E podemos levá-lo para qualquer lugar. Por outro lado, transporta-nos para um mundo que está para lá do seu suporte eletrónico. Os conteúdos (textos, fotos, vídeos, áudios, grafismos e outros elementos) que os formatos digitais permitem reunir têm de ser trabalhados no sentido da sua organização e documentação.

Assim, o museu virtual tem em comum com o museu físico o facto de que documenta os conteúdos que enformam o conhecimento que se quer preservar e partilhar. Como todo museu, é um arquivo, e o trabalho que exige é o mesmo que se têm num museu físico.

Cabo Verde não tem um museu físico dedicado à música. Assim, a intenção é que esta iniciativa possa contribuir para preservar a memória de factos, personagens, histórias e trajetórias relacionadas com o complexo universo das práticas musicais em Cabo Verde e nas suas comunidades emigradas; que contribua para a educação e cultura das novas gerações, estejam elas onde estiverem; e que possa ser também um local de partilha, acolhendo contribuições e transmitindo-as para a ampla comunidade dos que amam a música de Cabo Verde.

Aceda aqui ao Museu:
Cabo Verde & a Música - Museu Virtual
Cabo Verde & a Música - Dicionário de Personagens
glaucia-nog.blogspot.com

Sobre a autora

Gláucia Nogueira nasceu no Brasil. Estudou jornalismo em São Paulo, na Faculdade de Comunicação Cásper Líbero. A partir de 1988, viveu na França, depois em Portugal e mais tarde em Cabo Verde, onde se fixou em 2002. Estudou Ciências Sociais/Antropologia na Universidade Aberta de Lisboa, fez mestrado em Património e Desenvolvimento na Universidade de Cabo Verde e doutoramento em Patrimónios de Influência Portuguesa da Universidade de Coimbra. Bolseira do CNC, recebeu uma Bolsa Criar Lusofonia, em 1998.

Faz investigação sobre temas ligados à música de Cabo Verde desde a década de 1990. Em abril de 2020 iniciou o trabalho de criação de Cabo Verde & a Música – Museu Virtual. Desde março de 2121, integra a Cátedra Unesco da Universidade de Évora, que reúne um vasto grupo de investigadores dedicados à área do Património Cultural.

Publicou:

O Tempo de B.Leza. Documentos e memórias (Praia, Instituto da Biblioteca nacional e do Livro, 2006. Reeditado em ebook, 2020; tradução para o inglês em ebook, 2021) – sobre a vida e obra do compositor Francisco Xavier da Cruz;

Notícias que fazem a História. A música de Cabo Verde pela imprensa ao longo do século XX (Praia, edição da autora, 2007. Reeditado em ebook, 2020) – conjunto de textos baseados no que os arquivos guardam sobre a cultura e a música de Cabo Verde;

Batuku de Cabo Verde. Percurso histórico-musical (Praia, Pedro Cardoso Livraria, 2015) – resultado do mestrado em Património e Desenvolvimento, na Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), sobre o género musical batuku enquanto elemento do património imaterial do país.

Cabo Verde & a Música. Dicionário de Personagens (Lisboa, Ed. Campo da Comunicação, 2016) – dicionário com 964 entradas (artistas, grupos, professores, produtores, construtores de instrumentos, regentes de bandas, etc.).


 
[1] http://www.v-must.net/virtual-museums/what-virtual-museum

[2] Num relatório intitulado “Experience the future of the past”, a Rede Transnacional de Museus Virtuais

Fonte de informação
Gláucia Nogueira
Data de atualização
04/08/2021

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para o filme "MELHORES AMIGAS"

Em parceria com a Zero em Comportamento, oferecemos 5 bilhetes duplos para ver o FILME DO MÊS, no próximo dia 10 de dezembro (sábado), pelas 18h00, na Biblioteca de Alcântara.Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Passatempo

Ganhe convites para o espetáculo VIGNETTE

Em parceria com o Auditório de Espinho, oferecemos convites duplos para o evento que terá lugar no próximo dia 9 de dezembro (sexta-feira), pelas 21h30. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
73,335,911