"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Património Material

Capela de Santo Amaro

Distrito: Lisboa
Concelho: Lisboa

Tipo de Património
Património Material
Classificação
Monumento Nacional
Proteção Jurídica
16-06-1910, DG 136, 23-07-1910
Identificação Patrimonial
Monumento/Edifício
Época(s) Dominante(s)
Moderna (Séc. XVI)
Tipologia original
Arquitectura Religiosa - Ermida/Capela
Valor patrimonial
Valor Arquitectónico, Valor Artístico
Estilo(s)
Maneirismo
Áreas Artísticas
Arquitectura Religiosa, Azulejaria
Descrição

O templo está localizado no topo de uma pequena elevação, no centro de um adro a que se tem acesso por uma escadaria com diversos lanços e plataformas.
A capela, de meados de quinhentos (1549), tem uma nave circular ligada a uma pequena capela-mor com igual planta. A nave é rodeada em todo o seu perímetro por uma galilé, onde se inscrevem três portões. O átrio mostra as paredes interiores totalmente revestidas por belos azulejos policromos, do final do séc. XVI, maneiristas, com diversos elementos decorativos enquadrando milagres do patrono da capela, Santo Amaro. Alguns destes painéis são atribuídos a Gabriel del Barca.

Morada
No topo da Calçada de Santo Amaro, início da Rua Gil Vicente Alcântara
1300
LISBOA
Bibliografia
ALMEIDA, José António Ferreira de (coord.), Tesouros Artísticos de Portugal, Lisboa, Selecções do Reader's Digest, 2ª reimpressão, Junho de 1982.

BERGER, Francisco Gentil; BISSAU, Luís; TOUSSAINT, Michel (coords.), Guia de Arquitectura Lisboa 94, Lisboa, Associação dos Arquitectos Portugueses/Sociedade Lisboa 94/Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, 1994.

LOPES, Flávio (coord.), Património Classificado - Arquitectónico e Arqueológico - inventário, vol. II, Lisboa, IPPAR, 1993.

Data de atualização
03/12/2008
Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
75,464,671